_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

com'OUT com site!

A revista com'OUT sobre a qual já aqui falei amplamente, continua a provar todos os meses que a qualidade da mesma é uma aposta ganha. Ao que parece, e segundo direcção da própria, a maior dificuldade com que se estão a deparar é no problema dos pontos de venda esconderem a revista. A distribuição acontece de facto, mas em muitos pontos de venda a revista é escondida, propositadamente, para assim devolverem as revistas e provarem o fracasso e falta de procura da revista. Quem diria, que em pleno séc.XXI ainda seja possível isto acontecer num país da Europa? Espero que a revista consiga ultrapassar esta barreira, e penso que para ajudar nessa "luta", a revista já tem online o site, onde o visitante pode pedir os números das revistas e tornar-se assinante. O site é: http://www.com-out.pt/, e vale a pena visitar!

 

Este mês, o tema de capa traz-nos uma entrevista à deputada do PS, Marta Rebelo, que sendo a favor do casamento entre homossexuais, votou contra na votação do projecto do Bloco de Esquerda. Ela explica este contrasenso, dizendo que existem três Martas: a jurídica, a política e a pessoal. A pessoal é a favor, sem dúvidas, a jurídica também, mas a política, perante os números de sondagens que lhe foram apresentados, não votou a favor porque a sociedade não está ainda consciencializada... Se dúvidas havia, Marta Rebelo mostra o que orienta os nossos políticos: Em vez de quererem mudar a sociedade segundo o que acham correcto, esperam que a sociedade mude para aí sim  não haver polémica! "É a tradição" diz ela, e é por causa dessa tradição que estamos onde estamos!

Um pouquinho de coerência e coragem faz muita falta no nosso parlamento... Minto! Coragem têm, mas apenas para o que lhes interessa. Recordo-me dos aumentos de impostos, de promessas nunca realizadas, ou como esta última novidade de se deixarem de fazer votações no parlamento às Sexta-feiras, para os deputados poderem faltar à vontade e os média não os chatearem, como aconteceu a semana passada! Desde assinar e não estar presente, desde votar e não ter assinado no livro de presenças, tudo vale por aquelas bandas, o verdadeiro espelho do que vai mal neste país!!!

sinto-me: traquinas!
publicado por cristms às 22:10
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo de 21 anos muito preocupado ... a 13 de Dezembro de 2008 às 15:23
Estou completamente com o que escreveu o autor do blog. Até sugiro a todos que leiam a dita entrevista e se apercebam da hipocrisia que a caracteriza. A frase chave que atinge os píncaros do nosso portuguesismo é "Não tem sido essa a tradição", resposta à pergunta "Não poderiamos inverter o processo e mudar a legislação para mudar a sociedade?". Isto diz tudo... É revoltante ler a entrevista e vêr todo o discurso muito bem dito, com muita coerência dentro da palhaçada que representa mas que em nada me fez ter um pingo de compreensão pela atitude tomada pelo governo PS. Ainda serviu a presente entrevista para acusar o BE e os Verdes de apresentarem "as propostas com uma intencionalidade política, diferente daquelas que reclamam". Pois senhora deputada, se foi apresentada de forma política ou não, não sei, mas a verdade é que a tornaram humana e defenderam-na. "Politica" é toda a sua entrevista. Oxalá venha o depressa o dia em que as pessoas sejam consideradas mais importantes do que votos... Até lá, não somos parvos. Garanto-lhe!


De alexandre a 13 de Dezembro de 2008 às 20:13
Aquando da votação, a deputada do Bloco de Esquerda, Helena Pinto, responsável do partido para os assuntos de defesa dos direitos humanos, participou nos debates televisivos e nas argumentações a favor da aprovação da lei.

Fiquei muito impressionado por ver alguém defender aquilo que parece lógico, e um direito constitucional para nós, de forma tão lúcida, veemente e séria. Apesar de nunca ter votado na vida, em qualquer eleição que fosse, por entender que a democracia serve a maioria e não a defesa de valores universais independentes do que a maioria da população pensa, senti alguma vontade de ir votar, pela primeira vez, nas próximas eleições, e no Bloco de Esquerda. Naturalmente não sou crente no Comunismo, ou em outra filosofia política que seja. Parece-me que a política é um jogo de poder entre grandes, e nós somos apenas peões. Tenho alguma simpatia pela Anarquia, por saber que sem regedores as pessoas regidas saiem do seu comodismo e tornam-se activas na organização das suas vidas, por necessidade. Naturalmente, é preciso um grau civilizacional elevado para se viver em Anarquia. E este também não seria agora um bom caminho. A democracia deixa pouco espaço de manobra para a evolução mental, porque da liberdade aparente erguem-se poderes que nos manipulam como marionetas. A crise financeira actual é disso consequência.

Relativamente aos direitos vedados aos homossexuais, parece-me que em Portugal há apenas uma solução: a intervenção cívica dos homossexuais. Já tive a oportunidade de comentar (em conversa privada) com o autor deste blogue que acho muito estranho que apenas um casal homossexual (neste caso lésbico), durante estes 30 e tal anos de democracia pós-ditadura, se tenha dirigido a um Registo Civil para oficializar uma relação, levando a tribunal uma acção judicial contra o Estado por inconstitucionalidade. Não importa se ganharão a causa ou não. A leitura que o povo português tem dos casais homossexuais, em consequência desta inibição, é de que são poucos e de que o casamento é apenas um capricho.
Já tentei explicar que se os homossexuais saíssem dos bares gay e discotecas gay onde se enclausuram depois de saírem dos "armários", e se demonstrassem a sua naturalidade com seriedade, sem exibicionismos nem paradas de plumas, com discrição e respeitando o pudor das gentes tradicionais, também elas cidadãs das mesmas ruas que nós, os homossexuais há muito teriam angariado a simpatia e o respeito do povo.

Falando do meu caso pessoal, eu escolho não me assumir publicamente até encontrar alguém com quem desenvolva uma relação firme e séria marital. Só então fará algum sentido a revelação e a apresentação dessa pessoa aos amigos e familiares. Poderia assumir-me já, e nem mesmo o facto de trabalhar na profissão mais homofóbica da sociedade, a construção civil, seria um impeditivo.

Podemos congratular-nos por a homofobia portuguesa ser branda e não cometer Crimes de Ódio, como sucede, por exemplo, nos Estados Unidos, ou recentemente em Inglaterra, onde há quem mate apenas por ódio (o caso de Gisberta foi entre nós pontual). O nosso país é um país de gente generosa, e genuína, certamente que iletrada (e a Igreja Católica, bem como poderes políticos, se têm aproveitado de tal fragilidade), que se diz ser de "brandos costumes" (e efectivamente o é).
É verdade que os gays e lésbicas são apupados e vítimas de violência psicológica (eu também o fui), e esporádica violência física, mas como dizem os brasileiros «bafo de boca não coze um ovo», e devíamos aproveitar o facto de o povo ter alguma margem de tolerância para nos aproximarmos dele.

Confesso que se eu me assumisse, causaria surpresa geral. Alguns não acreditariam, alguns diriam «agora compreendo porque ainda não se casou com uma rapariga...», algumas mulheres antigas de aldeia fariam seu escárnio (como quem comenta notícias de um telejornal)... mas não acredito, aliás, tenho a certeza que não seria perseguido por um grupo de homens de forquilha na mão para me assassinarem. Como sou rapaz normal, empenhado no trabalho, cordial com todas as pessoas, que aprecia a discrição dos afectos em espaço público (mas não a inibição!), eu tenho a certeza que as pessoas muito depressa aceitariam a novidade e que, por não inibição minha,


De alexandre a 13 de Dezembro de 2008 às 20:45
acabariam por encarar a minha natureza como eu a encaro, com naturalidade, através de um simples processo de empatia.

Não quero menosprezar o esforço de associações como a ILGA, mas parece-me que o suposto um milhão de homossexuais portugueses terá que abandonar o comodismo de um blogue, de uma coluna de opinião de um jornal, e de um anonimato cauteloso se quiserem que o povo os aceite com naturalidade. Afinal, nós andamos por aí, somos vizinhos, filhos, alguns pais e maridos, somos empregados, somos trabalhadores. E é como trabalhadores, e portanto como contribuintes, que temos os mesmos direitos e deveres de qualquer cidadão. Se repararmos bem, as iniciativas individuais têm sido tomadas por mulheres lésbicas (o caso de Solange F. foi o último), aguardando-se que os homens gays portugueses, famosos e não famosos, demonstrem que também têm tomates. E isto é um repto, também ao autor deste blogue. Talvez a mudança ocorra quando um homem cumprimentar o seu companheiro com um discreto beijo na boca numa movimentada rua da cidade, entre a diversidade de coisas naturais que ocorrem entre a multidão. Isto não é uma utopia, nem é uma acção radical de atentado contra o pudor ou de afirmação homo. Se respeitarmos as pessoas da rua, e não contra-reagirmos agressivamente aos apupos, daremos uma lição de civilidade matura a quem não a tem. E, normalmente, até os pobres de espírito reconhecem a força de caráter e a decência quando a vêem.

Tudo tem falhado na aceitação da homossexualidade porque tudo é feito com base na reacção, na contra-reacção, na afirmação, na agressividade, na radicalidade. Isto gera ainda mais anti-corpos na população. E o ciclo é vicioso. Para quebrar, somos nós que temos que mudar: aceitar a não aceitação do outro é um bom começo. A seguir viver com naturalidade e procurar concretizar os direitos que são nossos, conduzindo-nos a quem de direito para julgar ilegalidades e insconstitucionalidades.


De PGFV a 16 de Dezembro de 2008 às 00:15
excelente.


Comentar post



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar