_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada
Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009

Histórias de vida (que servem de inspiração!)

A última história que partilho aqui no blog, retirada do livro "partilha-te", retrata a bonita história (desculpem a redundância) real de um casal que a morte separou. E esta história vem também a propósito de várias conversas que tenho tido ultimamente: casais que estão em fase de separação, como se fica quando "perdemos" a nossa cara metade, ou como é que um relacionamento pode durar 50 anos. São situações que podem acontecer tanto a casais gays como heteros, se bem que a durabilidade de um relacionamento gay é (ainda) muito questionada. O que fazer depois de perdermos a nossa cara metade? Enfim... Cada caso é um caso e tudo depende das circunstâncias em que perdemos o outro... Mas basicamente, na minha opinião, aquela velha história de que "quando nos juntamos a alguém não estamos a pensar na separação", não faz grande sentido. Penso que devemos SEMPRE continuar a pôr-nos em primeiro lugar, depois o filho, depois o marido/esposa ou vice-versa, e por aí a diante. Quando metemos o filho ou o marido em primeiro lugar, é óbvio que a perca de um deles terá efeitos devastadores na nossa vida. Felizmente, os casos próximos e recentes de separações estão de acordo com o que acho correcto o que minimiza em muito os efeitos da separação. Não quero com isto dizer que é fácil! Nada disso! É difícil, muito difícil! E quando isso acontece numa fase madura da vida em que supostamente se estaria numa fase de estabilidade, o facto de olharmos em frente e vermos uma (re)construção de uma nova vida (sozinho ou a dois, normalmente numa fase inicial não se consegue visualizar uma nova vida a dois!) é em muitos casos inadmissível e traumática. Os amigos, a família, são muito importantes no processo... No caso de casais gays é tudo igual... Mas há (ainda) uma diferença... A tal longevidade de um relacionamento - mais uma vez digo, na minha opinião - num casal hetero pode de certa maneira estar facilitada. Os filhos, os netos, que surgem em diferentes fases da vida trazem (quase sempre) novos motivos (normalmente) de alegria e vontade de viver. Nós gays (falo no sentido geral) não temos... Somos nós e o outro... Ok, alguns terão sobrinhos, mas penso não serem comparáveis a filhos... Se isso é bom ou mau (porque muitos casais usam os filhos como salvação do relacionamento, que normalmente nunca dá certo!) cada um saberá, mas certo é que vivemos com menos dependentes de nós e isso dá-nos uma (maior) liberdade para quebrarmos um relacionamento...
Não sei se me faço entender...
Enfim... Adiante!
Aconselho portanto a lerem a história que transcrevo de seguida... Penso que é muito bonita e inspiradora.


A nossa história

 

Porque achei o projecto com interesse, quero partilhar a minha
experiência homossexual com a esperança que ela irá contribuir
positivamente para que a nossa sociedade passe a acreditar que uma
relação “homo” pode ser tão bela e duradoura como uma
“heterossexual”.
Uma vivência em união de facto “homo” só exige como qualquer
outra uma coisa, a existência desse sentimento, tão velho como o
mundo, a que se chamou “Amor”.
A minha relação começa em Outubro de 1967 no desaparecido
Café Monumental com uma simples troca de olhares e de uma atracção
física muito forte. Depois de alguns encontros e apesar de ambos
termos namorados, chegámos à conclusão que algo nos tinha
acontecido e merecia um relacionamento mais estreito.
Ficámos livres e todos os dias surgiam mais indícios de
entendimento, de interesses comuns e de um grande desejo de
estarmos juntos, cada vez com mais frequência e durante mais tempo.
Vão passando os dias até que em 1969 já não temos dúvidas, estamos
unidos e presos por um grande amor. Há que investir nesta relação,
fazer dela uma união familiar em que o meu e o teu passem a ser nosso
e assumi-la se nos fosse perguntado. Com esta decisão deixei a casa dos
meus familiares, alugámos uma casa maior e fui viver com ele e a mãe.
Nesta altura começa outra fase da nossa vida a dois. Tudo é mais
partilhado, desde um quarto só para nós à manutenção da casa, aos
projectos para o futuro, aos problemas maiores e menores que surgiam
por se viver em comunhão total, enfim tudo o que é inerente a uma
família. Os anos vão decorrendo e, apesar de nenhum de nós ser
perfeito ultrapassámos as divergências surgidas com certa facilidade,
talvez porque cada vez mais nos conhecíamos melhor e nos sentíamos
unidos por um grande amor, compreensão e um entendimento sexual
muito forte.
Nunca nos sentimos discriminados, nunca foi necessário afirmar
que éramos um casal “gay”. Os amigos, colegas de trabalho, familiares
e outros aceitaram-nos sempre sem perguntas ou insinuações. Talvez
houvesse alguns que não estivessem muito de acordo, no entanto
nunca o demonstraram, pois a educação é muito bonita mesmo que
isso às vezes obrigue a engolir algum sapo.
Fomos realizando os nossos sonhos, o apartamento com vista para
o mar que tanto desejámos, viajámos, vimos os grandes espectáculos de
ópera e musicais em Nova Iorque e Europa, tivemos uma vida a dois
da qual não nos pudemos queixar e posso afirmar que vivemos a
felicidade, não a total, porque não existe, mas a possível.
Mas como tudo tem um fim, em Janeiro de 2008, quarenta anos
depois, ele partiu, foi traído pelo coração, esse mesmo coração onde
tantos anos morei, disso tenho a certeza. Amei muito, mas também fui
muito amado.
Foi um grande desgosto, até porque nada fazia prever esta partida
súbita. Valeram-me os amigos e famílias e até alguma ajuda médica.
Fiquei na nossa casa, no nosso quarto que mantenho tal e qual estava,
vivendo com a mãe dele que trato e tratarei o melhor que puder, não só
porque a ela me ligam laços que considero familiares, mas também em
memória dele que a adorava.
Para terminar, afirmo que valeu a pena ter vivido esta união de
facto durante 40 anos com um companheiro com quem partilhei uma
paixão e um grande, muito grande amor.
Hoje vivo com a saudade e as recordações de tantos anos. Sei que
jamais voltarei a sentir algo de parecido. Viverei com a sua imagem, o
seu querer, as suas palavras, poemas e tantas provas de amor que me
deu, até ao dia em que partirei ao seu encontro. Serei novamente feliz!

PS. Recorri ao tribunal para me habilitar ao que a lei confere ao
sobrevivente de uma União de facto. O julgamento já se realizou e
espero a sentença.

Carlos
65 Anos

 

Todos os posts sobre histórias do livro "Partilha-te" AQUI

sinto-me: inspirado...
publicado por cristms às 14:45
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Alexandre a 19 de Novembro de 2009 às 17:49
Também gostei muito desta história. Uma história humana com gente humana.

O livro foi uma ideia simples e muito certeira.

Os parabéns ao Ricardo e amigos que reuniram estas estórias de vida.


De Luís a 19 de Novembro de 2009 às 22:13
Emocionei-me muito a ler esta história! Muito bonita!

Que me dera viver um amor assim!

E acho de uma humanidade tremenda o Carlos estimar e tratar muito bem a mãe do seu ex-companheiro! É assim mesmo! Muito bem!

Uma história de vida muito muito bonita sem dúvida!

Deve ter custado muito msm a perda do Carlos, mas como ele diz, ficam todas as boas recordações e temos k nos agarrar às boas recordações e aos bons momentos, sem dúvida!


De lemão a 6 de Agosto de 2012 às 02:53
Nossa está história realmente é comovente me derreti todo ao ler, e é uma lição de vida que servirá de espiraçao para muitas pessoas tanto homo como hetero de que se vale apena lutar por um verdadeiro amor.


Comentar post



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar