_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada
Quinta-feira, 4 de Março de 2010

Bullying é um problema!

No dia seguinte ao desaparecimento de um rapaz de 12 anos, que supostamente se suicidou no rio Tua, ao que parece vítima de bullying, um leitor do blog, o B., fez-me chegar um vídeo precisamente sobre esse problema.O B. também foi vítima de bullying, e o A. também foi, e tantos de nós teremos sidos alguns de uma forma mais violenta e marcante outros de uma forma mais leve e que deixou poucas ou nenhumas marcas. No caso em concreto do rapaz que ainda não foi encontrado, segundo alguns colegas e pais estava a ser maltratado na escola por alguns colegas. A escola nega qualquer relação ("sacudir a água do capote" é o que se chama esta atitude!) com a morte do rapaz, mas a verdade é que é um tema ainda muitas vezes escondido pelas próprias direcções das escolas, e pelas próprias vítimas. Esta situação tem de mudar rapidamente!

É um vídeo comovente, que partilho agora com vocês... Obrigado B.

 

Mais vídeos sobre Bullying podem ser vistos AQUI

publicado por cristms às 23:38
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Pinguim a 5 de Março de 2010 às 00:17
Será preciso haver mais suicídios para se começar a tratar deste assunto tenebroso...
E não me venham com os novos "métodos pedagógicos" que se deve prestar apoio psicológico aos agressores...porra!


De Eu a 5 de Março de 2010 às 13:35
Há muitos anos que a violência na escola existe. Há muitos anos as "alcunhas" eram imagem de marca. Há muitos anos, a miudagem aguentava, calada e sem qualquer apoio (quando chegavam a casa ainda eram repreendidos pelos pais).

A miudagem de hoje é totalmente diferente, acho que também por culpa dos pais, que não arranjam tempo suficiente para acompanharem os filhos (a culpa não pode ser só dos outros).

As escolas são também diferentes, assim como as direcções e conselhos executivos.

No nosso país sempre se demorou a "abrir os olhos"; tudo leva muito tempo a ser estudado, a se chegar a conclusões e tomar medidas para não voltar a acontecer. Infelizmente não aproveitamos os estudos de outros países (Inglaterra por exemplo), porque temos que "encher o cú" (desculpem a expressão) aos doutores que são nomeados para as comissões de estudo, que acabam sempre por não chegar a qualquer resultado.

E as associações de pais? Acho que só existem para exibicionismo ou para festarolas de final de ano.

Não tenho filhos, mas tenho sobrinos e ai se eu sei de violência para com eles ou por eles perante os colegas, não me deixo ficar a olhar, jamais (claro que não me substituo aos pais, só o faço se necessário).

Forças policiais? Se os tribunais não funcionam, como podem as forças policiais funcionar? Têm bom exemplo.

Temos que atacar o problema enquanto sociedade.

E sim, os professores também têm culpas no cartório. Imponham-se nas aulas. Trabalhos de casa com fartura e se fôr preciso dar más notas, que dêem. Quando os pais se forem queixar, eles que façam melhor.

A nossa sociedade está preocupada com o casamento gay e o que realmente interessa fica para trás. As crianças de hoje são os homens e mulheres de amanhã. É agora que têm que aprender as bases para o futuro.

Desculpem o testamento.


De ivone aida a 5 de Março de 2010 às 19:30
Curiosamente a história do menino que ao que parece se suicidou não é muito longe da minha terra natal e onde eu andei na escola primária e preparatória e fez-me lembrar um dos meus melhores amigos da altura que vim a descobrir também vitima de agressões de clegas de escola,por tão simplesmente no recreio da escola ele brincar apenas connosco,as meninas,como já toda a gente sabia que ele era homo,já em tenra idade as crianças da zona eram preconceituosas,sempre que o via com algumas nódoas negras ele dizia que tinha caido,eu era uma das raras praticantes de karate que começava a despontar como desporto,um dia quando ia para os treinos vi que realmente era alvo de bullying,como é natural meti-me ao barulho,não deveria eu própria desancar nos miudos,deveria dissuadi-los,mas passei.me quando vi o meu amiguinho a apanhar de 2 gabarolas que mais do que palavras estavam a precisar também de acção,apartir daí nuncamais eles fizeram nada nem ao meu amigo nem a ninguém,escusado será dizer que incentivei o meu amigo a praticar karate e defesa pessoal,depois era conhecida na escola como a "fera" e era a bodyguard do people da escola.
Mas é preciso responsabilizar os agressores e respectivas familias,casos de gravidade como o menino do rio Tua devem ser analisados e evitados,a escola,as familias,agressores tem de ser chamados á responsabilidade,porque embora crianças eles sabem muito bem o que estão a fazer e é assim que se vão "formando" delinquentes impunemente e uns anos mais tarde vamos encontra-los a assalterem bancos,gasolineiras


De Alexandre a 6 de Março de 2010 às 15:06
Este é um tema e um post que me diz particularmente respeito, também.

Eu estava num centro comercial, jantando em aniversário de namoro com o meu dito cujo, quando olhei para a mesa do lado e vi, num pequeno quadradinho da primeira página do jornal, a notícia do suicídio do pequeno rapazinho. Como não vejo telejornais, desconhecia o caso. No mesmo jornal, a notícia desenvolvida mostrava mais uma dúzia de casos recentes, alguns dos quais me levaram ao estado de profunda consternação. O meu namorado não compreendeu e não compreende a tristeza e dor que o assunto me provoca. Creio, e sei que posso parecer injusto em avaliação, que só quem passa por tamanha experiência compreende e sente a dor do outro. E penso que a partilha pode ter um efeito curativo entre as pessoas que sofreram o mesmo.
As crianças são seres extremamente sensíveis à violência que lhes é dirigida. Cada qual reage de acordo com a sua própria personalidade. Eu era bastante frágil e pequeno e pacífico, um alvo perfeito. Também a minha orientação sexual foi percebida, o que em muito agravou a situação. Posso dar alguns exemplos pessoais dos efeitos prolongados que em mim provocou o bullying... por exemplo, ainda hoje não me sinto muito bem em casas de banho públicas. Na escola tinha que aguentar a bexiga cheia até ao regresso a casa, uma verdadeira tortura. Acabei por me isolar, e viver toda a adolescência em sucessivos estados depressivos, sem vida social ou um crescimento saudável com amigos. Só consegui voltar a confiar nas pessoas depois dos 25 anos. E o meu primeiro abraço dei-o aos 28. A minha história, felizmente, acabou bem, mas ainda hoje me sinto muito "só" e com feridas que demorarão uma vida inteira a sarar. Quando pedi a ajuda a pais e professores, o meu problema foi sempre ignorado, e penso que assim continua, inexplicavelmente, a acontecer. Infelizmente, tal não mudará sem uma mudança de consciência colectiva. O mundo é uma selva, onde impera a lei do mais forte. A escola é apenas o espelho dessa realidade.

Gostava de partilhar a minha "ferida" com outros feridos, talvez esse B. de quem falas, e com isso solidifcar um estado de cura que, creio veementemente, é talvez o único meio eficaz para tal. Como sucede com os grupos anónimos de mútua ajuda, este método mostra-nos que não somos únicos na dor, e a compreensão que ali se gere dá-nos a sensação de pertença e aceitação que perdemos. Porque este é um problema que destrói a auto-estima como um cancro, e faz sentir a vida como uma tortura insustentável. Um dia, há muito tempo atrás, também já quis morrer.


De ivone aida a 6 de Março de 2010 às 16:08
É chocante quando se convive de perto com situações de bullying,como o caso que referi de um grande amigo meu e quando somos homossexuais,estamos ainda mais sujeitos.Não sei se diga que sempre tive a sorte de conseguir e saber defender-me,pela prática de diferentes artes marciais que venho praticando desde muito miuda,mesmo sendo baixa e franzina.Sempre me defendi a mim e a outros que sabia em perigo.Nunca escondi desde adolescene a minha preferencia por raparigas,logo sempre me assumi como lésbica e sabia que me chamavam de "fufa" nas costas,mas como o pessoal sabia que era a "jackie chan" do sitio não tinham coragem de mo chamar à minha frente,nunca quis por medo a ninguém,apenas quis respeito para comigo e para os meus semelhantes;assumo que por isso cheguei a andar á pancada,mas nunca como provocação mas sim para defesa.
Toda a minha homenagem e revolta a quem passa por situações destas e quem me dera conseguir ter protegido e proteger todos os que são vitimas de bullying
Um beijinho para todos


De assolapado a 6 de Março de 2010 às 20:06
Infelizmente este é o espelho das nossas escolas e não só., o bullying sempre existiu e sempre existirá se não se mudarem mentalidades e comportamentos. mas a culpa não a torno tanto aos professores (sou suspeito para falar), mas sim no seio da família , da sociedade...
sempre me dei melhor com as meninas do que com os meninos, a minha prima é da minha idade e fomos criados juntos, e na minha terrinha no meu ano de nascimento eu fui o único rapaz. é claro que não é desculpa...mas pensava que era. na escola primária nunca tive problemas, pois todos nos conhecíamos da terra e dávamo-nos todos muito bem, éramos uma família de "irmãos", para onde ia um íamos todos. Era feliz:), já aí se notava a minha preferência pelas brincadeiras, mas como éramos pequeninos...e eu sentia-me bem. depois veio outra fase a passagem para o 5º ano, mudei de escola, sede de concelho, onde não conhecia ninguém, apenas eu e a minha prima, porque fomos os únicos a passar de ano, lá fomos nós mais uma vez juntos. aqui como ainda tínhamos 10 aninhos quase que passava despercebido (pensava eu). as coisas começaram a complicar-se pró meu lado: desde calúnias, comentários grosseiros, agressões físicas e psicológicas. lembro-me uma vez quando estávamos na fila de almoço de me terem feito passar uma vergonha, que ainda hoje me lembro.:( bateram-me, humilharam-me....que horror.
novamente mudei de escola para o 7ºano onde fiz até ao 12º ano e mais a minha primita, sempre os dois, ainda hoje nos damos como irmãos, ela foi em grande parte o meu anjo da guarda, defendia-me de tudo e todos, uma vez quase que levava ela...como os miúdos são cruéis aqui as coisas pioraram e muito e mais uma vez, foram 6 anos de muito choro, medo de ir à escola, medo de enfrentar as pessoas que me tratavam mal, todos os dias era humilhado , as idas à casa de banho eram um tormento e as aulas de educação física pior ainda. todos os piores "nomes" que vocês conhecem, faziam-me perseguições, enfim. quase todos os dias chegava a casa a chorar....eu bem tentava fugir, mas em vão. os piores eram mesmo os meninos "ricos e betinhos" daí ainda hoje sentir uma certa repulsa por eles.
mas...RESISTI E VENCI. lá fui eu mais uma vez mais a minha primita pra universidade e fiz ver a essa "gentinha" (coitadinhos) deles que ficaram lá mais uns aninhos a fazer disciplinas. ah! é verdade eu e a minha primita entramos os dois na mesma faculdade e no mesmo curso...o meu anjo protector continuou comigo e nunca me falhou.
Também eu fui vítima de bullying , consegui sair vencedor desta longa batalha de humilhações, e diversos tipos de agressões (verbais, psicológicas e físicas).
parabéns pelo tema, fez-me arrepiar ao lembrar-me de tudo o que passei e como o consegui ultrapassar.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Infelizmente este é o espelho das nossas escolas e não só., o bullying sempre existiu e sempre existirá se não se mudarem mentalidades e comportamentos. mas a culpa não a torno tanto aos professores (sou suspeito para falar), mas sim no seio da família , da sociedade... <BR>sempre me dei melhor com as meninas do que com os meninos, a minha prima é da minha idade e fomos criados juntos, e na minha terrinha no meu ano de nascimento eu fui o único rapaz. é claro que não é desculpa...mas pensava que era. na escola primária nunca tive problemas, pois todos nos conhecíamos da terra e dávamo-nos todos muito bem, éramos uma família de "irmãos", para onde ia um íamos todos. Era feliz:), já aí se notava a minha preferência pelas brincadeiras, mas como éramos pequeninos...e eu sentia-me bem. depois veio outra fase a passagem para o 5º ano, mudei de escola, sede de concelho, onde não conhecia ninguém, apenas eu e a minha prima, porque fomos os únicos a passar de ano, lá fomos nós mais uma vez juntos. aqui como ainda tínhamos 10 aninhos quase que passava despercebido (pensava eu). as coisas começaram a complicar-se pró meu lado: desde calúnias, comentários grosseiros, agressões físicas e psicológicas. lembro-me uma vez quando estávamos na fila de almoço de me terem feito passar uma vergonha, que ainda hoje me lembro.:( bateram-me, humilharam-me....que horror. <BR>novamente mudei de escola para o 7ºano onde fiz até ao 12º ano e mais a minha primita, sempre os dois, ainda hoje nos damos como irmãos, ela foi em grande parte o meu anjo da guarda, defendia-me de tudo e todos, uma vez quase que levava ela...como os miúdos são cruéis aqui as coisas pioraram e muito e mais uma vez, foram 6 anos de muito choro, medo de ir à escola, medo de enfrentar as pessoas que me tratavam mal, todos os dias era humilhado , as idas à casa de banho eram um tormento e as aulas de educação física pior ainda. todos os piores "nomes" que vocês conhecem, faziam-me perseguições, enfim. quase todos os dias chegava a casa a chorar....eu bem tentava fugir, mas em vão. os piores eram mesmo os meninos "ricos e betinhos" daí ainda hoje sentir uma certa repulsa por eles. <BR>mas...RESISTI E VENCI. lá fui eu mais uma vez mais a minha primita pra universidade e fiz ver a essa "gentinha" (coitadinhos) deles que ficaram lá mais uns aninhos a fazer disciplinas. ah! é verdade eu e a minha primita entramos os dois na mesma faculdade e no mesmo curso...o meu anjo protector continuou comigo e nunca me falhou. <BR>Também eu fui vítima de bullying , consegui sair vencedor desta longa batalha de humilhações, e diversos tipos de agressões (verbais, psicológicas e físicas). <BR>parabéns pelo tema, fez-me arrepiar ao lembrar-me de tudo o que passei e como o consegui ultrapassar. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>bjts</A> para todos.


De assolapado a 6 de Março de 2010 às 20:09
desculpem a extensão do texto, ainda por cima não sei como ficaram dois textos iguais.
mas por mais que escreve-se não conseguiria transmitir tudo o que passei, só quem passou pelo mesmo é que sabe.
cumprimentos a todos.


De Bruno a 6 de Março de 2010 às 22:27
No meu tempo de escola, já lá vai algum tempo, não se falava de bullying. O nome não era conhecido mas a realidade já era. Também não se fazia nada para mudar ou corrigir.

Sofri do que hoje se chama Bullying do 5 ao 7º ano. Era frágil, não gostava de brincar a bola, gostava de brincar com as meninas. Era diferente e alguns miúdos não sabiam aceitar as diferenças. Foi difícil mas sobrevivi! Felizmente não me deixou marcas. Fui forte, como ainda acho que sou.

Hoje encontro esses fulanos que me tornaram esses anos de escola mais difíceis de suportar quando vou por gasóleo no carro, quando recolhem o lixo no meu bairro etc... Todos os trabalhos são dignos, mas admito que sinto orgulho em saber que na vida consegui vencer o suficiente para ter o meu lugar ao sol sem ficar no final do dia a cheirar a lixo ou a gasóleo. É a vida...
Felicidades para todos!!


Comentar post



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar