_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada

Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

De volta..."Avô, vou casar!"

Olarecas!

Já cá estou de novo... Como sempre digo: ir é muito bom mas acho que voltar é ainda melhor. Passamos (eu e o lindo) desta vez toda a época festiva (Natal e Reveillon) com a minha família em França. Fomos com os meus pais ter com alguns tios do lado materno, que vivem em França, país onde nasci, por força de os meus pais terem emigrado para lá. Nasci lá por mero acaso, e os meus primeiros seis anos de vida foram passados lá, onde ainda se encontram para além de três tios, o meu avô materno. Foi aliás por ele, que decidimos desta vez ir para lá (não tanto nós mas a minha mãe tem receio que seja o últomo Natal dele... Coisa que não vai acontecer, aposto!). Tenho com este avô (o único vivo que me resta) uma ligação afectiva muito forte, pois foi com ele que passei os meus primeiros anos de vida, e ele sempre foi muito brincalhão comigo, aliás isso nota-se na foto que hoje publico. Mas continuando com as férias, entre muitas outras coisas, também me agradava a ideia de saber que os meus tios iriam com toda a certeza falar do nosso casamento, e com isso fazer com que o meu pai tivesse que ouvir falar do assunto (por mais que não queira ouvir falar dele). E assim foi, o casamento foi falado entre tios e primos, com muita naturalidade e o meu pai (penso) muito se admirou disso. Mas a conversa mais interessante foi sem sombra de dúvidas com o meu avô, actualmente a viver num centro hospitalar, onde o fomos visitar... Quando me reconheceu, e depois das primeiras trocas de mimos, veio a pergunta fatal: "Então ainda não casaste???". Estava nesse momento no quarto: eu, o meu pai, a minha mãe e o lindo. A minha mãe olhou para mim, o meu pai também e eu disse "Ainda não!". Passado mais algum tempo ele olhou para o lindo e perguntou "Quem é aquele?". Respondemos que era o meu amigo... Fez-se silêncio... Ele olhou para o lindo, olhou para mim... Silêncio novamente... Disse com tom bem disposto: "Não me digas!!!!! Não posso acreditar!!! Então mas tu aparecias com tantas meninas...."... Dei uma gargalhada.... Ele continuou: "Bem, hoje em dia elas já casam umas com as outras, eles também já casam, já é tudo aceite... E tu vais casar?" Eu disse que sim, que seria no próximo ano! Ele riu e disse: "Ah sim, vais casar?"... Rindo disse "Sim vou, quer ir ao casamento?" e ele respondeu "Se pudesse gostaria muito de ir...". O assunto ficou por ali, o meu pai entretanto estava atónito a olhar para o meu avô (penso que deve ter ficado parvo com a reação dele), e a minha mãe tratou de introduzir outro desbloqueador de conversa! Mas houve mais... Mas falarei depois sobre isso.


Agora é hora de desejar um 2011 cheiiiiiiinho de coisas boas para todos!

 

;)

 

publicado por cristms às 01:31
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Mãe... Pai... E filho...GAY!!!

Esta semana a revista VISÃO traz na sua edição uma reportagem sobre a Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual, a AMPLOS que já referi aqui no blog. A partilha de experiências entre pais é muitas vezes a melhor forma de compreender, respeitar, aceitar a homossexualidade do filho. Obviamente que a maioria dos pais não está preparado para ter um filho gay, mas cada vez mais o assunto deixa de ser tabu, e mesmo estando nós (aidna) longe da não discriminação, do não preconceito, a verdade é que com o tema cada vez mais abordado na imprensa, o assunto vai perdendo a sua carga dramática e negativa...

Deixo-vos o relato na primeira pessoa, de uma mãe, a Margarida (Presidente da AMPLOS), que tem uma filha lésbica.

Adicionalmente, a mesma revista, dá a conhecer esta semana, as principais recomendações para os pais que descobrem que têm um filho homossexual. O terapeuta familiar Pedro Frazão, 33 anos, é o autor de um estudo sobre este tema, e partilho as conclusões  a que ele chegou:

 

Manual: quando o seu filho lhe diz que é gay 

 

O QUE NÃO DEVE FAZER:

 

*Transmitir ao adolescente/jovem adulto de que se trata apenas de uma fase e que com o tempo vai voltar a ser heterossexual, desvalorizando todo o trabalho de preparação que o jovem fez para partilhar com os pais o que sentia 

*Criar um pacto de silêncio sobre as questões relacionadas com os afectos e sexualidade dos jovens

*Criar um clima de confrontação e hostilidade que faça o adolescente/jovem adulto sentir-se ainda mais isolado do que já se sentia antes do coming out ("sair do armário")

*Fazer ameaças de que ou o adolescente muda a sua orientação sexual ou é afastado da família ou expulso de casa

*Proibir o adolescente ou jovem adulto de se encontrar com os seus amigos ou namorados(as) que muitas vezes são apontados pelos pais mais intolerantes como responsáveis pela situação

*Fazer formulações culpabilizantes de que os filhos são gays ou lésbicas porque os pais falharam ou porque a orientação sexual dos filhos resulta de experiências infantis (ex: a mãe estava demasiado próxima e o pai era distante)

*Fazer comentários homofóbicos e que ridicularizam pessoas gays ou lésbicas

*Procurar psiquiatras e psicólogos com o objectivo de mudar a orientação sexual dos filhos

 

O QUE DEVE FAZER:

 

*Criar um contexto seguro para que o adolescente ou o jovem adulto fale abertamente sobre os seus sentimentos 

*Assumir que, à semelhança do que foi vivido pelos filhos, os pais também necessitam de tempo para se adaptar à nova realidade

*Procurar informação especializada sobre questões relacionadas com a orientação sexual 

*Se necessário, procurar um profissional de saúde mental especializado em questões de sexualidade

*Conhecer gays e lésbicas que lhe possam assegurar que uma orientação sexual minoritária não é um problema e que lhe mostrem que essas pessoas podem ter vidas completas como homens e mulheres a todos os níveis

*Procurar outros pais que têm filhos gays e lésbicas e que viveram situações semelhantes

 

publicado por cristms às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

O eterno silêncio...

Depois de contar aos meus pais sobre a minha homossexualidade, vivemos numa aparente normalidade, embora nada estivesse bem. O meu pai nunca mais abordou o assunto, e a minha mãe, quando os visitava à terrinha, lá desabafava um pouco comigo, partilhando a dor que sentia por não poder desabafar com o meu pai sobre o assunto. Sim, porque à assuntos que pura e simplesmente não dão para ser discutidos ou conversados... Passei então - e depois de adoptar a mesma técnica (fazer de conta que nada se passava) - a falar por meio de acções... Reduzi drasticamente as minhas visitas, reduzi os telefonemas, reduzi aos mínimos a minha relação com eles. Eles notaram, principalmente a minha mãe que acabou por ser a vítima deste duro processo... Mas no fundo sabia que ela me apoiava e que entendia as minhas acções... Mas foi no Natal do ano de 2005 se não estou em erro, que dei a golpada final: decidi passar o Natal por cá, acompanhado do lindo, no ano em que o meu irmão também ia passar com a família da minha cunhada, ou seja, eles passaram o Natal sozinhos na aldeia. Custou-me muitoooooooo... Muito mesmo... E a eles também lhes custou muito... Mesmo assim, no dia de Natal, e porque o lindo ia trabalhar, decidi aparecer de surpresa para almoçar com eles. Nunca me hei-de esquecer a cara deles quando me viram dentro de casa: a minha mãe ficou de boca aberta e o meu pai também, e ele teve o impulso de me vir abraçar o que é muito raro acreditem. Foi, e continua a ser dos momentos mais marcantes da minha vida, e ainda hoje não consigo contar o episódio sem ficar com os olhos húmidos, como estão neste preciso momento. Esse Natal foi a golpada final para o meu pai entender que algo tinha que mudar, e de facto, no ano seguinte, mês após mês o meu pai deu passinhos (grandes) para chegarmos ao ponto em que estamos hoje: todos em família.
Mas este post é sobre aquele silêncio que por vezes se perpétua uma vida inteira nas nossas vidas, sobre um determinado assunto incómodo: primeiro por conveniência e depois por hábito. E a este respeito partilho mais uma das histórias do livro Partilha-te, que tenho vindo a falar. Desta vez trata-se da história do Raim e que apenas transcrevo sem nenhum comentário:

 

Vivo em Lisboa, sou homossexual, muçulmano e aos 17 anos os
meus pais, depois de verem que eu tinha umas brochuras da ILGA,
perguntaram-me da forma directa como encaram a vida:
- És gay?
- Sim sou - respondi da forma directa com que eles me ensinaram
- Isso daqui a uns tempos passa... - disse o meu pai
Fiz um ar de quem não estava a perceber, e a minha mãe já
angustiada remata
- Não queres ter uma família?
-...pensei que já tivesse uma. - Respondi
Depois desta resposta mantém-se o silêncio sobre este assunto até
hoje.
O resto continua igual.
Raim
28 Anos

 

publicado por cristms às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

Partilha-te :: "Os meus pais"

Continuo com muito pouco tempo para postar, mas aproveito esta fase para divulgar algumas histórias do livro Partilha-te. Em continuação do último post, onde o Ricardo descrevia como contou aos seus amigos, trago a 2ª parte da "novela" onde descreve como foi contar aos pais.

 

Os meus pais

 

Acho que o maior receio de quem é homossexual, é o contar aos
pais. Este não é um passo obrigatório mas parte de cada um de nós
saber se considera importante partilhar esta parte tão importante da
nossa vida com eles ou não.
Apesar de este ser um passo muito complicado no meu caso
tornou-se bastante mais fácil pois aproximadamente um mês antes
tinha contado aos meus irmãos que aceitaram muito bem e que se
prontificaram a ajudar-me em tudo o que fosse preciso quando
decidisse contar aos meus pais. Quando decidi contar, perguntei aos
meus irmãos se estariam lá comigo quando isso acontecesse e ainda
bem que o fiz porque a ajuda deles foi essencial.
Decidi então marcar um jantar em casa dos meus pais em que lhes
disse que tinha algo para lhes contar mas que não ia revelar mais nada
até ao dia do "fatídico" jantar. A minha mãe começou então a ligar para
as minhas irmãs para ver se descobria do que se tratava mas elas
conseguiram manter o segredo. Uma das vezes que falou com a minha
irmã disse-lhe que já sabia do que se tratava e que se todos os
problemas fossem assim estava ela bem. Isto foi a forma da minha mãe
me dizer (indirectamente através da minha irmã) que já estava
preparada.
Chegou então o dia do jantar em que iria finalmente contar algo
que escondi durante 17 anos da minha vida. Jantámos, falámos de tudo
e de nada, rimos e tudo corria bem. Esperei pelo fim do jantar e senteime
então à frente dos meus pais e dos meus irmãos e tentei não rodear
muito o assunto e ser directo Quando acabei de revelar a minha
orientação sexual aos meus pais a sala ficou em silêncio durante uns
segundos, que para mim pareceram uma eternidade.
A minha mãe disse-me então que já desconfiava e que por ela
estava tudo bem e desde que eu fosse feliz ela estava bem. O meu pai
não disse quase nada mas aceitou bem. Estranhamente nos dias que se
seguiram eles continuaram a tratar-me como sempre tinham feito mas
eu não conseguia estar com eles. Este processo apanhou-me de
surpresa pois pensei que seriam eles a precisar de tempo para se
adaptar mas na realidade fui eu que precisei de tempo para me poder
sentir à vontade com eles novamente.
Já passaram cerca de dois meses desde que contei e posso dizer
que não houve qualquer alteração na maneira como a minha família me
trata. O amor por um filho ou irmão não desaparece só por causa da
nossa orientação sexual. Infelizmente demorei algum tempo a perceber
isso mas como se costuma dizer: "mais vale tarde que nunca"
Ricardo M. Santos
27 Anos

 

 

Todos os posts sobre o "Partilha-te" podem ser lidos AQUI

publicado por cristms às 14:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Um Natal diferente...

O fim de semana passado, eu e o lindo decidimos fazer a árvore de Natal cá em casa... A mudança de casa, exigiu uma árvore um pouco maior da que tinhamos antes e isso fez-nos andar por aí de loja em loja à procura da melhor relação preço/qualidade. Lá descobrimos uma árvore que nos satisfez, e ao montá-la aqui na sala, apercebemo-nos que se calhar tinhamos exagerado no tamanho, pois por pouco a árvore não bate no tecto! Para além de ter sido engraçado fazermos a primeira árvore nesta casa, gostei particularmente de ver o lindo a cantarolar músicas de Natal... Se não tivesse ouvido não iria acreditar... Para o lindo o Natal, nos anos passados, desde que perdeu a sua mãe, perdeu o encanto... Mas com a nova família, a minha, que sempre festejou com grande festa o Natal, as coisas foram mudando, e este ano, contra o que algum dia tinha pensado, o Natal vai passar-se em família aqui na nossa casa! Acho que para além de ser a primeira vez tem também um significado simbólico, pois, há pouco mais de dois anos talvez, era impensável isto acontecer. Este ano, por proposta do meu irmão e com os meus pais a concordar, ficou decidido que a festa será aqui no nosso "ninho". E se normalmente sou eu que me entusiasmo mais com os festejos, porque normalmente significa ir para a minha aldeia onde cheira verdadeiramente a Natal (não sei explicar bem, mas é diferente!), este ano sinto o lindo mais entusiasmado que eu! Fico muito feliz com isso... O Natal, para mim, não se trata de celebrar o nascimento de Jesus, pois (já) não me considero católico não praticante, sinto-me mais ateu, mas aproveito esta época para reforçar os espírito familiar, a união, fortalecimento e reconhecimento dos laços que nos unem... As prendas são um promenor no meio disto tudo... O que interessa realmente é chegarmos ao final do ano com a sensação de que, embora mais um ano esteja a terminar (e como passou rápido!!!), estamos felizes e podemos olhar para trás e ver que foi (mais) um ano que valeu a pena!

A foto que mostro é da nossa árvore, porém inacabada, porque ainda queremos dar uns retoques!

sinto-me: a fazer de Pai Natal!
publicado por cristms às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

"Apetece-me ir votar contra!"

Há alguns dias atrás publiquei aqui no blog uma conversa tida com a minha mãe, quando lhe disse que eu e o lindo iria-mos aparecer na televisão a defender os casamentos gay... Hoje publico um excerto de uma outra conversa com ela, desta feita, no dia seguinte à aparição na televisão... Não é difícil de imaginar que não é fácil SER GAY...

 

(...)

EU - O Pai viu?

Mãe - Não, não quis ver...

EU - OK.

Mãe - Ainda disse que tinha vontade de ir votar contra ao que eu lhe disse para o fazer, porque todas as opiniões são válidas...

 

Todos os posts sobre Contar aos Pais AQUI

 

sinto-me: desapontado...
publicado por cristms às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Ainda não foi desta...

... que falei sobre a possibilidade de uma festarola a comemorar a união entre mim e o lindo, com a minha mãe... De facto não surgiu nenhuma oportunidade, mas mesmo assim meti isto na cabeça, e qualquer dia estarei aqui a dizer como foi essa conversa!

 

:))

 

 

sinto-me: parvinho!
publicado por cristms às 00:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

Falo ou não falo?

Como é fácil de imaginar, a preocupação, pressa e pressão que muitos pais fazem aos seus filhos(as) não é igual quando o filho(a) é homossexual... Apesar de já estar com o lindo há quase seis anos, os meus pais, nomeadamente a minha mãe, nunca me perguntou se pretendo casar. É evidente o porquê do silêncio e tenho a certeza absoluta que se estivesse com uma mulher ou já tinha casado ou teria a minha mãe dia sim dia sim a perguntar para quando a festa...

 

Posto isto, e porque me parece muito improvável que os meus pais venham um dia a estar dispostos a patrocinar uma festarola como fizeram ao meu irmão, lembrei-me que este assunto poderia ser um bom pretexto para puxar o assunto, com a minha mãe... Como quem não quer a coisa "Oh mãe, já que eu não me vou casar por agora, e mesmo que venha a fazê-lo suponho que vocês não estariam interessados em participar", neste ponto, paro e reparo na reacção e prossigo "talvez nos pudessem ajudar agora na nossa casinha, pois é agora que precisamos!".  Os meus pais têm como ponto de honra que o que dão a um filho dão a outro, e têm-no feito sempre... Portanto, aposto que eles já pensaram no assunto... Ou não? Ou será que eles até gostariam de fazer uma festarola?

 

Hummm... As dúvidas estão em cima da mesa, e não prometo que não puxe o assunto este fim de semana!

 

:))

sinto-me: um bébé!
publicado por cristms às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Regresso à normalidade...

Penso estar terminado a época atribulada a que a nossa vida tem estado sujeita estes últimos tempos.... Depois da época das festas, a minha mãe foi operada e esteve os últimos dez dias aqui em casa! Foi talvez para ela o maior período fora de casa, e para nós foi o maior período na sua companhia no nosso "ninho". Para além de estar a recuperar muito bem, vi e constatei que a minha mãe adorou estar connosco, não só pelo facto de estar com o filho, mas também por ter tido a oportunidade de conviver com o lindo e de o ficar a conhecer melhor. Acho que o contrário também é válido, e tenho a certeza que criaram um laço forte... Para além de tudo isso, a minha mãe adora estar connosco e opinar sobre as coisas (embora não seja uma mãe intrometida)  e de ver "nascer" algumas coisas novas aqui na casinha...

 

Agora, com o seu regresso a casa, acho que a nossa vida vai voltar à normalidade, com algum tempo para dedicar ao cinema, a estarmos os dois, e claro, ao blog também...

 

:))

sinto-me: Uma flor prá minha mãe!!!
publicado por cristms às 22:50
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Mais um Natal...

... Mas este foi especial! Pela primeira vez o lindo passou o Natal comigo na aldeia... Queiramos ou não, goste-se ou não, é sempre bom nesta quadra poder-se estar junto de quem mais gostamos... Nunca está toda a gente, e inclusivé, este ano, achei que a aldeia estava mais triste, mais pobre... Houve o tradicional madeiro na noite da consoada, onde estivemos a aquecer-nos junto de alguns amigos! De resto, destaco o encontro da minha mãe com um familiar do lindo... Correu tudo muito bem!!! Ainda falta conhecer muita gente mas já foi um princípio!

 

E acho sinceramente, que nesta época os afectos ficam "inchados"... E só temos de aproveitar isso!!!!

 

:)))

 

Para o ano há mais!!!

sinto-me: Pai Natal... sem barbas!!!
publicado por cristms às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 11 de Novembro de 2007

Quase quase...

Quase a terminar mais um fim de semana, no dia em que muitos portugueses foram à adega provar o seu vinho, e outros comeram as tradicionais castanhas assadas, nós, estivemos  a terminar a nossa mudança. Concretiza-se daqui a três dias, com a primeira noite passada no novo "ninho", mas a ansiedade está latente em nós... Ambos ansiamos tanto por esse momento que não o conseguimos disfarçar... Foi mais de um ano a planear a mudança, as mobílias, as côres, as aplicações, enfim, tudo... E agora, está prestes a chegar o momento do NOSSO sonho se tornar realidade! Estou feliz! Os meus papás têm ajudado e muito, e este fim de semana cá vieram mais uma vez para ajudar nas últimas tarefas!

 

A partir de hoje, começo a contar as horas para entrar com o lindo, no nosso novo "ninho"!!!

 

Só espero que a nossa Sandy também se entusiasme tanto quanto nós com o seu novo lar!

A ver vamos!!!

 

:))

sinto-me: ansioso!!!
publicado por cristms às 22:06
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 3 de Novembro de 2007

"O teu sogro..."

As coisas com os meus pais, atingiram um nível que dificilmente eu ou o lindo, ou mesmo os meus amigos, poderiamos imaginar que fosse possível... A minha mãe não perde uma oportunidade para estar connosco, e sinto que não é apenas por mim, mas também por causa do lindo... Já o tem no coração! É disso prova o facto de constantemente querer saber como está ele, e foi ainda mais, quando eu estive ausente em Luanda, que ela diariamente ligava ao lindo para lhe dar força e o animar, mesmo estando também ela triste pela minha ausência... O meu pai, por seu lado, também já mete conversa com ele no messenger, e farta-se de falar com ele quando nos vêem visitar!

 

Mas este post é para referir algo que tem a sua piada, e que demonstra bem a forma como o lindo já foi aceite... Há algumas semanas atrás, estando a minha mãe a conversar com lindo, acerca de um assunto qualquer que envolvia o meu pai, sai-se com esta: "O teu sogro (...)". Ele riu, e ela também riu-se de imediato quando deu conta do que tinha dito, e rematou: "Pois, não tem mal eu dizer assim pois não?".

 

Digam lá que não é uma querida a minha mãe... Ou não fosse ela a minha mãe!

 

:))

 

 

Para ler os posts relacionados com o contar aos pais clique AQUI

 

 

sinto-me: feliz e contente!!!
publicado por cristms às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Julho de 2007

Sempre a surpreender...

Os meus pais não deixam de me/nos surpreender... A última foi do meu pai que nos disse "Quero oferecer uma viagem para toda a família, nós e vocês!". O "vocês"´somos nós e o meu irmão/cunhada/sobrinhas... Imaginem onde... Ao México!!! Eheheh! Ficamos parvos! Na altura achei que o meu pai não tinha noção do que estava a dizer, principalmente pelo custo associado à oferta... E a minha mãe rematou dizendo "Sabem, nós gostamos tanto daquele sítio, sentimo-nos no paraíso, e queríamos muito partilhar isso com vocês!". Digam lá que não é querida???!!! É um amor!

 

 

 

:))

sinto-me: enternecido!
publicado por cristms às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Desabafos de uma mãe...

Há muitas coisas de que me orgulho neste blog, e uma delas é de saber que este blog singelo, simples, honesto e despretencioso tem ajudado algumas pessoas de uma ou de outra forma... Um desses exemplos foi um email que recebi há algumas semanas, poucas, de uma mãe desesperada, por ter descoberto que o seu único filho de 23 anos de idade, é gay. E tem sido muito interessante e importante a troca de emails que até hoje temos trocado... "Ouvir" os desabafos desta mulher fez-me recordar os dias em que contei à minha mãe... A situação desta mulher é talvez mais dramática (pelo menos do seu ponto de vista) porque é o seu único filho, e não se considerando preconceituosa, não tem conseguido aceitar e encarar este facto novo da sua vida com naturalidade... Na realidade considera que a sua vida está uma verdadeiro sufoco, e que está a arruinar a sua vida... E carrega ainda o peso na consciência de não conseguir partilhar com o seu marido a "novidade", temendo que as coisas terminem da pior maneira possível...

 

 

Esta mãe precisa muito de desabafar, de falar com alguém... Infelizmente tenho a perfeita noção que eu não sou a pessoa mais indicada para lhe dizer o que ela precisa ouvir, mas tenho tentado e ela tem agradecido o meu "apoio". Esta situação fez-me pensar muito sobre a quem e onde um pai ou mãe de um gay pode obter ajuda... Espero que este post possa ajudar nesse sentido, esta mãe e outros pais que se revejam na mesma situação... Não sei...

 

Por último, e com autorização da própria, deixo-vos algumas passagens dos emails desta mãe:

 

"Depois de varias perguntas tive a resposta que mais temia,sim sou gay,sim gosto de homens."

"Sei que a partir desse dia a minha vida nunca mais foi a mesma,o meu unico filho é como eu propria tambem dizia "maricas". Como é que é possivel,?? a vergonha,o medo,perder sonhos,os netos...e como contar ao pai,essa vai ser a parte pior , ele nunca vai entender,tenho a certeza."

"Mas gostava de estar aqui a escrever isto e dizer que o entendo,mas não é verdade,eu não o consigo entender,eu sinto uma enorme tristeza por saber que o meu unico filho não é como todos os outros rapazes."

"Todos os dias eu choro a pensei o que vai ser da vida dele... imagino as coisas mais cueis,doenças,sei que montes de coisas que me passam na cabeça são filmes meus,mas não o consigo evitar. Imagino que pode ser apontado aqui e ali por ser gay,afinal vivemos numa sociedade ipocrita na qual me incluo tambem...."

"Estou numa fase da minha vida que tenho medo ate da propria sombra,qualquer coisa que se diga me deixa a pensar que alguem pode saber e o meu mundo acaba..pode parecer dramatico,mas é real,acho que não é o momento nem a altura certa para se dar a conhecer. 
Sabe,sinto que preciso falar com alguem, preciso de respostas,expor as minhas duvidas,chorar,gritar,ainda tinha esperança de estar a viver um sonho, mas quanto mais o tempo passa mais tenho a certeza que tudo é real."

"O que mais me surpreende é que consigo ler o seu blog e entender o que diz, os seus sentimentos,e não me sinto chocada,sera que o facto de ser o meu filho muda tudo?"

"No seu local de trabalho sabem que é gay, sente um tratamento diferente por isso?
 
Os gays podem viver uma vida a dois durante anos como qualquer outro casal?
 
Existem pessoas que durante anos vivem uma vida hetero,e passado uns anos são gays,tanto no masculino como no feminino, ao contrario pode acontecer?
 
Os gays são felizes ou vivem com medo?
 
Desculpe as perguntas parvas,mas sou mãe de um gay..."

 

"Vou lhe confessar uma coisa ,(em relação a comunidade homossexual tal como nos é dada a conhecer),eu morro de medo de um dia ver o meu filho numa parada gay cheio de plumas e vestido de cor de rosa..."

sinto-me: tocado...
publicado por cristms às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

Esta seria bombástica!!!

Mais um fim-de-semana junto dos papás na terrinha... Já o disse que cresci numa aldeia do interior, pequena, onde tudo se sabe e onde as tradições e igreja permanecem bastante activas... Este fim-de-semana, a minha mãe - sim, ela mesmo!!! - saiu-se com esta: "Acho que é bom se irem preparando, pois este ano é muito provável que sejais nomeados!". Ela referia-se à tradicional nomeação dos festeiros (casais nomeados para realização dos festejos tradicionais em honra do padroeiro da aldeia)... Fiquei estupefacto, porque até este fim-de-semana apenas os meus amigos mais chegados e eles próprios envolvidos na comissão de festas, tinham tocado no assunto em jeito de desafio. Mas ser a minha mãe a falar nisto, foi para mim quase chocante, não tanto pelo facto em si, que não deixaria de ser talvez a primeira vez que um casal gay é nomeado para a realização de festejos religiosos, mas também por ela achar muito normal que isso venha a acontecer... Como se não bastasse, para meu espanto, o meu pai diz : "Ah sim, é quase certo que isso venha a acontecer. Podem preparar-se!". Aí então fiquei estupefacto, o meu pai a dizer aquilo como se tratasse da coisa mais normal do mundo... Até me pareceu que eles queriam que isso acontecesse...

 

 

O mundo dá de facto muitas voltas... Nem nos meus sonhos mais ousados eu conseguiria visualizar este cenário...!!!

 

 

:))

sinto-me: boqueaberto!!!
publicado por cristms às 22:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Abril de 2007

Uma (má) surpresa!

Desta vez o coelhinho da Páscoa sacou da sua cartola uma má surpresa... Tinhamos tudo combinado para pela primeira vez almoçarmos todos juntos, falo da família do lado do lindo... Tratava-se do almoço de Páscoa, ontem (Domingo), e seria na casa do pai do lindo... Mas eis que um telefonema da irmã do lindo, na 5ª Feira, veio deitar tudo por terra, fazendo saber ao lindo que o seu pai apenas aceitava a sua presença no almoço, onde poderia inclusivamente pernoitar, SOZINHO!!! :((

 

 

Foi uma surpresa para nós... Eu sinceramente pensava que já estavamos noutro patamar, mas esta imposição veio abalar as minhas esperanças de que um dia as coisas iriam ser melhores no que respeita à relação com o pai do lindo... Fiquei triste.. O lindo ficou ainda mais... Mas pronto, a vida continua, e quem ficou a "ganhar" com isto foram os meus papás que ao invés de almoçarem sozinhos puderam assim contar com a nossa presença!!!

 

 

 

sinto-me: confuso!!!
publicado por cristms às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 25 de Fevereiro de 2007

E finalmente a pergunta...

Quem me tem acompanhado, sabe que já por várias vezes escrevi aqui sobre o meu receio de que a minha "boneca" mais velha, a minha sobrinha, me questionasse sobre a minha sexualidade... Hoje, sem o esperar minimamente, o meu irmão falou comigo no msn contando-me que a pirralha já o tinha abordado sobre o assunto... O meu coração começou a bater mais rápido, com a ânsia de saber a reacção. Transcrevo de seguida a conversa:

MANO says:
e no outro dia ficou na minha sogra
MANO says:
a minha sogra ensinou-a a passar a ferro
MANO says:
xegou a casa
MANO says:
e xateou a mae q qeria passar
MANO says:
depois
MANO says:
a noite
MANO says:
nao sei como comecoua conversa
MANO says:
mas ela disse
MANO says:
q se tu vivias com o _____
MANO says:
e ate dormias com ele
MANO says:
q deverias ser Gay
MANO says:
fiquei
MANO says:

imagina
  EU   says:
xxiiiiiiiiii
MANO says:
depois a marota a rir
MANO says:
disse
MANO says:
o padrinho é a mulher
MANO says:
e o _____ é o homem
MANO says:
pq o padrinho passa a ferro, faz comida
MANO says:
etc...
MANO says:
e q o ______
MANO says:
era o homem
MANO says:
q so lia
MANO says:
  respondi
 MANO says:
entao e se ele fosse gay ?
MANO says:
ela respondeu
MANO says:
ele é q sabe
MANO says:
é a vida dele
MANO says:
e encolheu  os ombros

 

Digam lá que não é um espanto?! Eu fiquei estupefacto!!! Bem sei que da próxima vez que estivermos juntos, ela não irá ficar sem me fazer algumas perguntas... !!!

 

Por isto que eu a ADORO!!!! A minha "boneca" é linda!!!!

sinto-me: feliz feliz feliz!!!
publicado por cristms às 01:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

Viagem em família (II)

No post que escrevi há alguns dias a descrever a nossa primeira viagem em família, esqueci-me de referir um promenor que faz toda a diferença, que é o facto de ter sido uma excursão de aldeia... Ou seja, o que quero dizer com isto é que a maioria das pessoas que foram eram da santa terrinha, e obviamente todos conhecidos/amigos/familiares... Obviamente que foi também esse facto que a tornou tão especial, pois quem leu no passado (ou quiser ler) os posts da tag contar aos pais, verá que um dos maiores problemas do meu pai (e mão, mas mais o meu pai) para a aceitação da minha homossexualidade foi o facto de viverem numa aldeia, e de todo o povo ficar a saber... Agora, passado uns dois anos, é ele próprio que faz questão que os acompanhemos nas viagens... Ehehehe!!! O AMOR ultrapassa tudo.... É o que vos digo!!!
sinto-me: Orgulhoso!
publicado por cristms às 00:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007

Viagem em família!!!

Na história sobre a vida familiar após ter assumido a minha homossexualidade e a minha relação com o lindo, faltam ainda alguns episódios, que eu e o lindo trataremos de realizar, mais ou menos cedo, com mais ou menos dificuldade!

O fim de semana que passou concretizou mais um belo episódio desta nossa história, tendo-se efectuado a primeira viagem em família, ou seja, eu, o lindo, os meus pais e o meu mano! Fomos a Serra Nevada/Granada/Alhambra, na região da Andaluzia, no Sul de Espanha, numa excursão, e embora muito cansativa, a viagem correu muito bem e deu-nos a possibilidade de conhecermos mais alguns locais da  nossa vizinha Espanha. Como sabem, Sierra Nevada é uma estância de férias na neve, no entanto, e como é sabido, as férias na neve de muitas pessoas têm estado (pelo menos até ontem) com falta de neve para a prática de ski. Também notamos isso na Serra Nevada, embora mesmo assim houvesse ainda neve, como as fotografias o podem comprovar... Gostei do local, será um óptimo local para praticar desportos na neve, visto a vila resumir-se a hotéis, serra e neve... É bonita, isso é, mas não me parece um local apropriado para passar férias quando não se tem intenção de usufruir da neve...

Granada, a 30km da Serra Nevada, é uma cidade relativamente grande, pareceu-me bem ordenada, embora só tenhamos visitado a conhecida Catedral , que é de facto bastante diferente do usual, e imponente!

Para finalizar, visitamos Alhambra, uma das nomeadas para as 7 maravilhas do mundo, mas infelizmente o tempo que tinhamos não nos permitiria visitar com calma o local, e portanto optamos por não entrar na cidade e em alternativa  fomo passear no exterior... é com certeza um local para voltar e visitar com mais tempo!

E pronto, assim se passou um fim de semana, que para mim, fica marcado como a primeira viagem em família! Espero que haja muitas mais no futuro!!!

 

 

 

 

 


sinto-me: muito feliz!!!
publicado por cristms às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2007

Quando disse ao meu pai...

... foi o caos!!!

Já falei disto aqui, ou seja, do dia em que decidi contar aos meus pais (podem ler aqui), mas ontem ao ver uma cena da nova novela da SIC, "Páginas da Vida", onde uma personagem chega a casa de surpresa - depois de ter passado uma temporada fora a estudar - grávida de dois gémeos, filhos de um pai que zarpou,  e conta à sua mãe o ocorrido... A senhora tem um ataque, e como primeira reacção põe a filha e marido (que já sabia e tinha aceite) fora de casa, histérica!!!

Não pude evitar de pensar na semelhança da cena com aquela que foi a cena do meu pai ao saber sobre a minha homossexualidade...

Lembro-me como se fosse hoje, sentados à mesa:

Pai - Bom, vou ao café...

EU- Pai, espera, preciso de falar contigo... Senta-te...

Pai- Então??? Que se passa??? É preciso sentar-me? Não pode dizer já?

EU - Pai, por favor senta-te e ouve. Tenho uma coisa muito importante para te dizer...

Pai (em tom atrapalhado) - Então... Mas... Que se passa???

EU - Pai, tenho uma coisa muito importante para te dizer e quero que tenhas sempre na tua cabeça, que sempre fui e serei a mesma pessoa, independentemente do que te vou contar...

Pai - Já sei, já sei... Não digas mais nada... Já estou mesmo a ver... Engravidaste uma mulher!!!

EU - Não pai, não é nada disso!!!

Pai - Ah então já sei... Juntaste-te com uma casada!!!

EU - Pai, esquece, não é nada disso!!! Deixa-me falar!!!

Pai - Vá, então diz lá!

EU - Pai, custa-me muito dizer e estou a fazer um grande esforço para te dizer, pois não é nada fácil...

(Fica um silêncio arrepiante na cozinha... A minha mãe, assiste à cena, com as lágrimas a escorrerem-lhe pelo rosto...)

Então, eu sou gay...!

Pai (levanta-se repentinamente) - O quê??????

EU - Sabes o que é isso? O que é ser gay?

Pai - Então é gostar de outros homens..!!!

(Continua, irritado, aos gritos...)

Tu estás a querer dizer-me que não consegues fazer uma mulher feliz??????? É ISSO???? E que não consegues fazer filhos a uma mulher????? Com tantas amigas que tens??? Como é que isso é possível?????

(Começa a querer sair da cozinha, e a minha mãe, a soluçar, pede-lhe calma e para me ouvir...)

EU - Pai, eu sou o mesmo!!! Continuo a ser o teu filho na mesma... Não muda nada!!!

Pai - CALA-TE!!! Não quero ouvir mais nada!!! Isto não é possível!!!!!

(Continua a gritar e a dirigir-se para o quarto...)

NÃO É POSSÍVEL!!! ISTO NÃO PODE ESTAR A ACONTECER!!! PREFIRO MORRER!!! VAIS MATAR-NOS, A MIM E À TUA MÃE!!!!

(Neste momento, deita-se na cama, histérico, virado para baixo, a bater com os pés e os braços, tal qual criança com birra, e continuava...)

QUERO MORRER!!! DESAPARECE!!! NÃO TE QUERO VER MAIS!!!!

EU - Pai, tem calma, não é o fim do mundo.... Por favor acalma-te!!!!

Pai - CALA-TE!!! DESAPARECE POR FAVOR!!! VAI-TE EMBORA!!!

(Minha mãe pede-me para me ir embora... E eu fui, pois também não queria continuar a ouvir o que o meu pai estava a dizer... E regressei para minha casa, na Capital!!!)

 

sinto-me: pensativo...
publicado por cristms às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar