_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada

Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Rede social para gays!

A moda das redes sociais tinha obviamente que se estender aos gays. Ao que parece, a rede social GRINDR (http://grindr.com/) é um caso de sucesso, assim nos deu conta o Expresso da semana passada. Fica o vídeo promocional para quem possa ter interesse e o link para  a notícia:

http://expresso.sapo.pt/o-exito-de-uma-rede-social-para-igaysi=f715908

 

 

publicado por cristms às 23:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Março de 2012

Speed Dating, uma forma de conhecer pessoas...

Nome e Idade: Carla & Alexandre, 32 anos

Profissão: Bancária e Consultor

» Speed Dating Lisboa - 2 de Dezembro de 2009 Conhecemo-nos num Speed Dating em Lisboa e houve match. Saímos umas vezes, apaixonámo-nos uns tempos depois e faz hoje precisamente 1 mês que nos casámos... Estamos muito felizes por nos termos encontrado e isso só foi possível graças aos vossos serviços. Obrigado a toda a equipa Speedparty e continuem a proporcionar estes encontros. Afinal, nunca se sabe o que pode acontecer...

in http://www.speedparty.net/testemunhos.php

 

 

Speed dating veio à baila num jantar cá em casa com duas amigas 'encalhadas'. Uma delas é que falou nisso e a outra que desconhecia o assunto ficou de olhos arregalados, com a abertura de novas oportunidades na busca do cavalheiro perdido algures. A outra amiga que trouxe o assunto à baila nunca pensou em participar num evento destes por achar a coisa muito artificial (o método de arranjar alguém), mas a verdade é que (sinal dos tempos) as pessoas têm cada vez menos tempo e disponibilidade mental para conhecer pessoas novas... E qual o mal se alguém der uma ajudinha e proporcionar um ou vários encontros? É disso mesmo que trata o Speed Dating: 5 minutos de conversa com cada participante no evento, uma avaliação pessoal a cada um deles, cruzamento de dados, e já está! Depois o resto fica à responsabilidade de cada um. Existem varias empresas a organizar este tipo de eventos (http://www.speedparty.net,http://www.be2.pt) , para heterossexuais e para homossexuais. Não há muito a perder (provavelmente apenas o valor da inscrição) mas pode-se encontrar a oportunidade e a pessoa que há muito se procura!

 


publicado por cristms às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Julho de 2009

PIC NIC DOS BLOGUISTAS 2009

No passado Domingo tive o prazer de participar pela primeira vez no Pic Nic dos Bloguistas 2009. Uma iniciativa do Algiboy, e que este ano levou a cabo a segunda edição do evento. Duplicou o número de participantes o que indica que o pessoal ficou satisfeito o ano passado e este ano regressou e trouxeram amigos! Foi o meu caso! Fui na companhia dos Felizes Juntos! O lindo não pode ir por obrigações profissionais :((

O dia correu muito bem, talvez menos interactivo do que eu imaginava, mas mesmo assim muito agradável. Talvez umas actividades que nos obrigassem a comunicar uns com os outros poderia ter ajudado a nos conhecermos um pouco melhor.

 

Visitamos logo pela manhã, o Museu José Malhôa situado no bonito parque da cidade (onde também decorreu o pic nic), com entrada livre. Depois houve uma breve apresentação dos participantes, e depois começou a preparar-se o almoço. Naturalmente foram-se formando uns grupinhos, uns a falar de BD, outros de assuntos um pouco mais sérios, outros de coisas mais leves! Achei impressionante a organização do Algiboy, visto que não tivemos que fazer nada, parecia que estavamos num restaurante! Depois do almoço fomos ao cafézinho (25 homens juntos, estão a ver a cena?!), e regressamos ao local do pic nic. Conversa puxa conversa, e tive de me ausentar mais cedo do que gostaria! Não trouxe o "prémio" de participação mas fica para a próxima!

 

Foi interessante ver autores de alguns blogs que acompanho há muito tempo, e verificar que muitas pessoas levam esta "brincadeira" dos blogs muito à séria! Os blogs, acabam por ser um meio de comunicação recente, utilizado de diferentes formas... Quantos mais e melhor, e se tiverem qualidade melhor ainda!

 

O Blog Ser Gay desta vez esteve presente, e quiçá o próximo jantar não seja organizado pelo blog, como comemoração do 1 milhão de visitantes do blog...

 

A ver vamos! :))

 

Venham mais pic nic's!!!

 

Obrigado Algiboy pela oportunidade! ;)

 

 

 PS: Quem partilha fotos???

Blogs Participantes 

 

Whynotnow * Comyxtura * TongZhi * Reflection * Felizes Juntos * Eu por aqui, Gay! * Psimentos * Monga * Um voo cego a nada * Gritos, gostos e gatafunhos * Sinest3sia * Ser gay * À volta da fogueira * Percursos *Carametade

 

sinto-me: agradecido
publicado por cristms às 23:12
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

"Nenhum homem é uma ilha…"

Este post é especial... Pedi a um leitor amigo que anda nas lides de sair do armário e conhecer outros gays, o Alexandre, que me escrevesse sobre a sua experiência de travar conhecimento com outros gays. Pedi-lhe, porque eu, já não estou nessa fase e era interessante como se passam as coisas actualmente. Ao que parece não é muito diferente do meu tempo, mas a internet é sem dúvida um meio privilegiado de contacto. No entanto, e na minha opinião pessoal, as tentativas de procurar compatibilidades tanto em sites de encontros, ou de agências matrimoniais entre dois utilizadores registados baseados nos seus perfis, pode e o mais certo é que não resulte... O que atrai dois seres humanos é alguns dos seus interesses comuns, mas é principalmente as diferenças que nos atraem... Ou não será?

Obviamente que o contacto pessoal é essencial para conhecer o outro, e para isso há bares, há discotecas, saunas,  e outros locais menos convencionais...

O Alexandre  partilha então a sua experiência e fica desde já o meu sincero bem-haja a ele, pela dedicação e tempo dispensado!

  

Avesso a máquinas, fui uma das últimas pessoas a comprar PC, a aderir à internet e a descobrir sites de encontro para gays. Sempre fui muito céptico a encontros ou amizades feitas em plataformas virtuais, sobretudo em chats, que nunca vim a frequentar. Contudo, tive um professor de Informática que terá sido o 1º português a casar-se com alguém conhecido através de chat (uma brasileira do outro lado do oceano). 

A primeira comunidade a que me juntei foi a “blogosfera”. Um rede de blogues e autores que, através de interesses ou amizades em comum, se conectam, comunicam e partilham. Também a comunidade gay usa essa rede para se expressar e dar a conhecer. Trata-se de um meio elaborado, com posts auto-narrativos, informativos ou ficcionados, offline, em que o conhecimento é feito de forma distante. Normalmente, o autor do blogue comunica com os seus leitores através de uma caixa pública, reservada ou semi-reservada de comentários, ou através de endereços electrónicos que autores-leitores disponibilizam nos seus perfis. Daqui podem surgir amizades ou, até mesmo, relacionamentos amorosos, visto que, muitas vezes, a empatia surge pelo conteúdo dos posts, ou pela personalidade de quem os publica e/ou lê. Eu próprio, comentador assíduo, e blogger activo, fiz algumas amizades, bem sucedidas, com troca e partilha de presentes, correspondência e muito mais. Ainda que menos frequente, a blogosfera pode também ser um veículo para encontros sexuais, seja por incitamento do blogger em seus posts, seja por abordagem colateral, através de endereço electrónico, por parte de leitores. Foi através da blogosfera que tomei o primeiro contacto com gays, como eu, e foi através de um blogue por mim elaborado que conheci, em msn, o primeiro rapaz por quem me “enamorei”. Foi através da blogosfera, também, que recebi informação e as primeiras partilhas de experiências homossexuais.

 

   

Uma alternativa virtual à blogosfera são os sites de encontro para gays. Dois exemplos díspares são o Gaydar e o Meetic. Apenas me inscrevi no primeiro, e após muita insistência por parte de um amigo gay (por sinal, autor deste blogue “Ser Gay”), que havia conhecido o seu companheiro através dele. Com muita resistência, e alguma curiosidade, elaborei um perfil honesto e comecei trocando mensagens com outros gays conectados à plataforma. Tomei, assim, contacto directo, e on-line, com centenas de gays de todo o país, de todas as áreas profissionais, de todos os estilos e intenções, com perfis verdadeiros e alguns menos verdadeiros. Tomei conhecimento, também, das diferentes realidades e da pluralidade de uma “comunidade” muito heterogénea, que desconhecia por completo. A primeira masturbação on-line, o aprofundamento de questões da (homo)sexualidade, e até mesmo algumas amizades surgiram daqui. Existem dois modus operandi possíveis para contacto, neste tipo de sites: um deles, que nunca usei, é o chat, onde as salas de conversação on-line públicas podem dar lugar, a qualquer momento e de acordo com as vontades, a salas de conversação mais privadas, à semelhança do que sucede com chats de uso geral; o outro método é o da mensagem, estilo sms de telemóvel, convidando quem nos interessa à conversa por msn pessoal. Neste último método, o único que usei, pode ser feita triagem de mensagens, bloqueio de remetentes, troca de endereços e outros contactos pessoais. Por norma, a plataforma serve apenas como “montra” de exposição e troca de endereços electrónicos, sendo o msn o veículo preferencial, por ser mais privado e livre de controlo, para conhecimento e encontro virtual entre gays.

 

Por serem gratuitos, sites como o Gaydar são amplamente usados por uma maioria de gays, entre os quais estudantes e jovens sem recursos financeiros para suportar a mensalidade de sites mais elaborados e formais, onde fraudes e armadilhas sexuais são alvo de maior controlo por parte dos responsáveis.

 

O Meetic é um destes exemplos de sites. Nele não encontramos fotos de nús ou semi-nús nos perfis, nem palavras ofensivas nas mensagens de apresentação. Aliás, ao contrário do que sucede no Gaydar, a equipa do Meetic analisa criteriosamente cada perfil e foto antes de ser publicitada. A faixa etária dos membros inscritos é mais elevada, sendo escassos os registos de primeira juventude. Também em intenções de procura, ainda que muitas vezes obscuras, existe uma maior tendência para a procura de relacionamento sólido, ao invés do que sucede no Gaydar, onde as intenções são muito heterogéneas, indo da procura de relacionamento, à procura de aventura sexual sem compromisso. 

 

 

 

Meetic e sites idênticos são semelhantes a agências matrimoniais, de elaborada complexidade, onde cada usuário preenche um exaustivo formulário – que por si só dissuade os aventureiros sexuais –, e onde os diferentes formulários são cruzados pelo sistema para averiguar, de forma automática, ou pessoal, se o usuário pretender, as  compatibilidades entre membros registados. Normalmente, este tipo de sites oferece gratuitamente um periódo ou um espaço limitado de experimentação, seguida da qual se deverá proceder à subscrição de uma taxa mensal, semestral ou anual para aceder ao serviço. Eu procedi a este periódo de experimentação, por curiosidade, e fiquei surpreendido com a eficiência do sistema. Contudo, os longos formulários, bem como as taxas de subscrição, afastam jovens como eu.

 

Apesar de ser um conhecido lugar virtual de engate, Gaydar proporcionou-me alguns amigos, algumas conversas em msn muito enriquecedoras, e o contacto com um rapaz que se foi tornando, para mim, especial.

  

Cada plataforma ou tipo de sites de encontro para gays tem as suas vantagens e desvantagens, dependendo do que se procura, de quem procura e de como se procura. Assertividade, e alguma cautela (sobretudo na revelação de informações pessoais) é a atitude recomendada em todos eles. Contudo, este método virtual de conhecimento entre gays pode ser, e é, uma ajuda fundamental para pessoas que se encontram isoladas pela geografia, pelo medo, ou pela timidez, como sucedeu no meu caso. E “porque nenhum homem é uma ilha”, vale a pena tentar lançar pontes…

 

 

sinto-me: informado
publicado por cristms às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Quartos escuros :: Às claras!

Quem ainda não ouviu falar nos famosos QUARTOS ESCUROS? Por cá, ainda não há muitos, mas lá fora, nas maiores cidades europeias é coisa que não falta!

 

Para mim os quartos escuros sempre foram algo que me meteram medo, receio, sei lá... Fazia-me confusão entrar num sítio onde não se vê um palmo à frente do nariz... Imaginava que ia ser violado! Ehehehe! Mesmo acompanhado do lindo, nunca fui muito de entrar...

Estas férias foi diferente... O lindo foi ver e como não vinha de lá, fiquei logo a fazer filmes na minha cabeça, e entrei... Dei com ele lá num corredor (bem comportadinho) e então fui ver o local com mais em promenor... Na encruzilhada de corredores uns completamente escuros, outros com uma penumbra... Assentos em cabedal, suspensas com correntes também podem ser encontrados, para quem quiser pinocar por ali, e cabines com um buraquinho numa das parede para quem aprecia sexo oral ou penetração em/por pila alheia. Outras cabines, podes simplesmente servir de recanto para um encontro sexual, ficando ao critério de quem a ocupa o número de participantes e se a porta fica aberta aos olhares curiosos...

Mas é nos corredores completamente às escuras que a "tensão sexual" aumenta... A sensação de ir apalpando o terreno para se conseguir avançar, sentir homens ali encostados de um lado e do outro, sentir em muitos casos pilocas ao laréu, e ouvir respirações intensas e alguns suspiros... Bom, depois cabe a cada um escolher se entra no "jogo sexual"... Não é difícil entrar no clima, e portanto, é preciso ter muita consciência e saber manter a cabeça (ou as cabeças! Ehehe!) no lugar.

 

Em Portugal, podem encontrar-se quartos escuros em Lisboa, no bar Bric a Bar, e nas saunas (se tiverem conhecimento de mais algum sítio façam-me saber por favor!).

 

 

 

sinto-me: às escuras
publicado por cristms às 20:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Março de 2009

Ilusões... ou não!

Todas as relações são diferentes... Uns gostam de estabilidade (emocional) e outros gostam de menos estabilidade, ou seja, de relacionamentos que sejam quase como andar de montanha russa! Tão depressa se está lá em cima, como se dá um reviravolta e fazemos uma razia ao chão! Eu gosto mais da primeira opção, e o lindo também... Pelo menos a duração do nosso relacionamento já se pode enquadrar no primeiro cenário. Mas, um amigo nosso, contra tudo o que afirma, dá tudo por uma bela aventura (emocional e sexual). É ouvi-lo a dizer "gostava tanto de ter um relacionamento como o vosso!" e vê-lo nos chats em engates puramente sexuais.Esta aparente contradição tem a ver com o facto de o racional lhe dizer algo e o íntimo lhe pedir outra. Qual acaba por ganhar? A íntima claro... E qual o resultado? É óbvio, não consegue ter estabilidade emocional (dizem vocês: "Então, mas se é isso que ele procura...", e eu concordo com vocês!) no entanto apregoa sempre querer achar a sua cara metade com quem possa iniciar uma relação mais estável. Ainda há pouco tempo acaba de saír de uma paixão arrebatadora , que durou 2 meses, que o levou lá acima, às nuvens, mas que depressa o fez bater no chão! Mesmo assim já se prepara para entrar noutra, do mesmo nível da anterior! E anda nisto há anos!!! Eu já lhe disse que é um caso patológico (na brincadeira, claro!) mas ele, sorri, e não reage! Conhece a maioria das pessoas através do msn, consegue tratá-los como namorados sem nunca os ter visto ao vivo e a côres, e acredita conhecer muito bem as pessoas que estão do outro lado...! Mas pelo andar da coisa, esta situação, daqui a alguns anos, será com certeza o pão nosso de cada dia, e isso poderá significar um mundo sentimental cada vez mais virtual!

Bom ou mau? O tempo o dirá...

sinto-me: bem!
publicado por cristms às 00:44
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

E porque nunca é tarde...

... Partilho hoje a bonita história que me chegou de uma leitora. Não se consegue ficar indiferente e como ela própria diz, a publicação da mesma pode ajudar a dismistificar e ajudar outros a nunca desistirem de ser felizes!

Leiam e digam lá se não tenho razão!

Obrigado A.. Beijo grande para vocês!

 

 

 

É a primeira vez que posso deitar cá para fora estes sentimentos alem de os partilhar com a minha companheira.
 
Tenho 34 anos, fui casada 8 anos e tenho uma filhota linda, sempre tive namorados, mas de certa forma a única situação que me fazia duvidar da minha sexualidade era por vezes ao ver algum vídeo com duas mulheres e gostar muito, mas pensava apenas que seria um fetiche.
 
Tinha uma mentalidade muito aberta a nível de aceitação de casais gays, pois cheguei a trabalhar com alguns casais nessas condições e também devido á minha profissão e lidação com esse meio não me incomodar mesmo nada.   
 
Há cerca de 2 anos uma amiga minha veio desabafar comigo porque eu seria a única pessoa a entende-la sem lhe apontar o dedo, pois ela tinha uma relação com outra mulher, e uma vez que estamos num meio pequeno ela nunca poderia assumir devido á situação de um divorcio que a deixou com um filho de 3 anos, ou seja tudo uma grande complicação.
 
Nessa altura eu já teria visto a namorada da minha amiga lá por casa com quem eu até simpatizava muito, mas a relação delas durou apenas 4 meses os restantes 6 foram um tumulto comigo no meio a tentar apaziguar, era uma relação nova para as duas seria a 1º vez para qualquer uma das duas mas a minha amiga estaria ligada a uma paixão antiga que tinha por um tipo e também ela própria não conseguiu de certa forma aceitar a sua condição.
 
O tempo foi passando e eu sendo a única pessoa com quem a ex companheira da minha amiga poderia falar fui começando a sentir algo que não entendia, passámos a estar sempre juntas eu tinha o meu casamento já mais que acabado e ela era a minha companhia.
 
Num fim de semana do ano passado 2008, fomos para a praia, inicialmente iríamos com a minha mãe e a minha filha,  mas depois a minha mãe tinha um compromisso e o pai da minha filha trocou o fim de semana, e na verdade acabamos as duas por ir sozinhas. Uma vez que ainda fazia algum frio e a praia em questão é fria, combinamos dormir juntas e notei que quando me deitei senti algo muito forte, alias na semana anterior lembro me de estar em casa á noite no sofá e de estarmos de mão dada, tudo se estava a aproximar de algo que eu até nem acreditava que fosse possível pois ainda havia muitos vestígios da relação dela com a minha amiga e eu nem imaginava que ela pudesse olhar para mim de outra forma , mas passou-se mais uma noite e já estávamos abraçadas e muito encostadas, finalmente na 3º noite pela manha quando acordamos, começamos numa brincadeira e acabou por acontecer um beijo maravilhoso que me deu para chorar de emoção, pois nunca me tinha sentido assim, as coisas foram acontecendo pouco a pouco e a verdade é que estamos já há quase 1 ano juntas e não tencionamos separarmo-nos pois cada dia que passa o nosso sentimento é maior e pela primeira vez imagino-me até ao resto da minha vida com alguém.
sinto-me: tocado!
publicado por cristms às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

O PSI RESPONDE XV - O amigo Zé

Hoje partilho a história do Zé, que poderá ser muito bem a história de tantos outros zés deste país e por esse mundo fora. O PSIcólogo do blog, continua de serviço e a responder às perguntas que lhe vão chegando através do email blogsergay@hotmail.com. A confidencialidade é garantida.

Vejamos então a história do Zé...

 

LEITOR

Zé, rapaz sensivel e com alguns tiques, sempre foi apelidado de "o zé?? ahh o paneleiro", coisa que fez a adolescencia parecer feia, mas nem de todo o foi, a vontade de zésentir prazer pensando em homens foi desde sempre muito vincada. Sites porno gay, fantasias gay, sim, o zé era gay, so que nao queria admitir, pois até se sentia apaixonado por umas miudas. O tempo passou e aos 18 anos, o zé pensou que queria um melhor amigo, mal sabia que queria era um namorado, lutou por conhecer rapazes para conquista los, e pelos menos 5 que hetero seriam lhe, se prostaram sobre o ze, pelos encantos e pela dedicação, contudo nunca existiu contacto sexual, nem constatação da realidade, zé continuava a pensar que eram melhores amigos, mas esquecia se que exigia o que se exige de um namoro. Passando a frente, que a historia é longa..
Zé estava na faculdade, virgem tanto de mulheres como de homens, faltara lhe sempre a coragem para ter relações com um homem. Ora um dia, alguem lhe pergunta as horas junto da maquina de cafe, zé responde, e o estranho afasta se para o piso inferior, mas zé ficou interessado, entao dirigiu se tambem para o piso inferior e num departamento onde estava o estranho, meteu se na conversa, e ate que ambos decidem ir embora, contudo, zé sedutor afirma "ah tenho de ir a casa de banho" ao que o estranho diz "tambem vou". Já na casa de Banho, a conversa puxa a massagens no pescoço, quando alguem entra, e atrapalhados zé e o estranho afastam se, mal  o alguem entra na divisoria da wc, zé encosta o estranho contra a parede, o que resulta numa curte na casa de banho, e num orgasmo rapido, atraves de uma ajuda de mãos.
Zé ficou radiante, situação engracada. Mas ficou por ali.
A história é grande, Sr, PSI, caso nao tenha tempo agora é melhor ler depois. eheh.
Zé apos este seu encontro decidiu que ia perder a virgindade com um homem, e a um dos seus contactos do msn que ate era de perto, Zé revelou a sua entidade, combinou um cafe, e acabou por ser passivo nessa noite. Sinceramente, Zé esperava mais qualquer coisa.
Enyão decidiu procurar um passivo, e agora a historia complica.
Um desconhecido da net, que queria muito dar prazer a Zé, e nem se quer pretendia usar protecção, mas Zé usou, mas Zé com o entusiasmo do prazer de ser activo, acabou por atingir o orgasmo em pleno acto, ora quando retirou, verificou, em panico que a sua protecção estava rota!!!
PANICO! Zé nao dormiu, nao comeu, chorou, pois devido à pressao do passivo em faze-lo sem protecção e pela conversa desse mesmo passivo, era certo que algo estava errado, SIDA talvez, certamente, Zé morreu em desgosto nos dias seguintes, isolou se, chorou, ate que teve de desabafar com a mae, vez analises uma duas e tres vezes, a ultima apos 5 meses do contacto, NEGATIVO! Os médicos disseram que tava tudo bem, para esquecer, mas Zé nao esquece, e em 1 ano e meio apenas foi passivo por 5 minutos nao conseguindo continuar a pensar no que passara. 1 ano e meio de brincadeiras com as maos com um amigo, esse mesmo amigo que o levou a ser passivo por 5 mim.
Zé, obviamente está traumatizado!!
Mas a história, agora é outra, na luta pelo seu melhor amigo, Zé encontrou o amor!
O que ao inicio era amizade, para Zé é agora amor! arde por dentro e por fora!
Mas o amigo de Zé é Hetero! lá está! mas um Hetero estranho, um Hetero que diz adoro te, que diz nao te vou perder, que da beijos na face de Zé, que passa noites abracado ao Zé, namorados?! sim, o zé acha que sim, mas quando beijou o amigo a resposta foi a pior "tão, zé!!" mas o amigo continua a estar com o Zé como se tudo fosse um namoro, telefonam um ao outro, partilham noites e noites, mas o estranho é que o amigo nao quer passar de amigo...
Zé está confuso, porque ama o amigo, mas o amigo apesar de parecer que gosta do Zé nao quer avançar para alem do ja tanto que partilham, desde noites passadas juntos, abracados, de massagens com oleos, de beijos na face, de frases e mais frases de carinho!
Zé continua sem saber o que fazer!
Primeira Questão:
Terá, o Zé, motivos para pensar que está contaminado (certamente que a resposta será: vá mas é fazer novas analises) talvez sim
Segunda Questão:
O amigo está a descobrir se? ou é maluco?
 
Nota: A relação com o amigo dura à 5 meses, com bastantes beijos roubados à força, os quais o amigo reclama, mas continua a dizer que o Zé o faz feliz, e que não tem ninguem como ele!
 
Fico à espera de algum apoio, porque os amigos que sabem, dizem que talvez o amigo esteja a aproveitar-se do facto de Zé o fazer sentir bem, numa atitude de egoismo, outros dizem que o amigo está a sair do armario, e se continua a querer passar noites sozinho com o Zé é porque está interessado!
 
O bom da História é que Zé vive bem com a sua Sexualidade, já tendo dito aos amigos em quem mais confia e até a propria mãe!
 
Zé, é feliz com o amigo, muito feliz, e sente um amor que nao tem fim, Zé apenas tem medo que o amigo nunca se assuma, aí Zé vai sofrer ainda mais!
 

 

O PSI RESPONDE:

 

 

 
O Zé até pode ser feliz na "relação" que mantém com o "amigo", mas um dia certamente vai querer mais, se não houve já momentos destes. será que esse amigo que parece estar a tentar sair do armario, alguma vez vai sair? Será que um dia esse amigo sairá da vida do Zé e seguira percursop com uma mulher? cabe ao Zé correr o risco. O que vai na cabeça do amigo, so ele mesmo sabe. e o Zé só poderá saber aquilo que ele lhe diz (sendo verdade ou não) Mas algo é certo: o amigo tem a sua sexualidade definida e dela faz parte o gosto pelos homens ou não aceitaria nem permitiria uma seguda vez os "beios roubados" quanto mais os seguintes, assim como não dormiria abraçado a si.

Quais as intenções desse amigo? Só mesmo ele sabe. Como lhe disse e volto a repetir: cabe ao Zé ponderar todas as consequências dessa relação e decidir se quer correr riscos. Mas não se esqueça que TODAS, mas todas as relações correm e têm riscos.
 
Todos os posts da rubrica O PSI RESPONDE podem ser vistos AQUI

sinto-me: amigo do zé!
publicado por cristms às 00:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2009

O PSI RESPONDE XII :: Amor ou necessidade?

Quem não teve a dúvida se o nosso companheiro nos ama ou se apenas precisa de nos ter a seu lado? A mim já surgiu muitas vezes a pergunta, obviamente que em alturas de arrufos com o lindo... Mas bem, o relato que trago desta vez, enviado para o nosso PSI (continuem a enviar as vossas questões/dúvidas para o PSIcólogo do blog, através do email blogsergay@hotmail.com. A confidencialidade é garantida!), é bem mais dramático! Deixo então o depoimento e a resposta do nosso PSI, e espero que possa ajudar pessoas que estejam na mesma situação...

 

O LEITOR: 

Prezado PSI, o que relato na linhas que se seguem aproxima-se mais de um desabafo 'sufocado'. E não , propriamente, uma pergunta. Trata-se de uma longa e dolorosa história, mas, por força da ocasião, procurarei resumir.
Em meados de 2003, quando saia de um problemático relacionamento (homossexual), fui convidado por um amigo para conhecer uma sauna gay (até então eu não havia visitado nenhuma). Talvez por estar fragilizado emocionalmente e pela falta de vivência (experiência),
fiquei, simplesmente, alucinado por um dos "massagistas" que lá "trabalhava". Não era um interesse sexual. Era algo mais... incontrolável... insuportável. Passei a frequentar 2 (3, 4) vezes aquele ambiente com o intuito de vê-lo, trocar duas ou três palavras (e sofrer MUITO quando o via em investidas para seduzir algum "cliente". Não demorou muito e o rapaz já dava sinais de interesse (?) por mim. Passei a acreditar que entre nós nascia o amor. Resultado: menos de três meses depois de minha primeira visita à tal sauna, já estávamos nos relacionando seriamente e, é claro, ele saiu do "emprego". Foi um início de relacionalmente muito difícil. Passei a descobrir informações sobre ele que minha razão orientava para um final breve, urgente. Mas meu coração... Ah! Esse parecia ver aquilo
tudo como virtudes: a) era casado com uma mulher e sustentava para a família uma identidade heterossexual; b) tinha um filho de um primeiro casamento; c) possuia alguns roubos nas costas; e d) usava drogas (todas as que conseguisse, mas principalmente CRACK. Embora eu soubesse de tudo isso, e ele sabia que eu sabia, mantinha a
mesma paixão e o mesmo carinho.
Por conta de uma aprovação em concurso, precisei mudar-me para Rio Branco (Acre). viajei sozinho, mas não demorou muito e ele conseguiu meu telefone e começou o trabalho mental para que eu enviasse as passagens para que ele viesse morar comigo. Não deu outra: veio e trouxe consigo todas as suas mazelas. Contrariando tudo o que eu
acreditava sobre mim mesmo; e contra, também, a educação que eu havia recebido de meus pais, passei a usar drogas também. No início era apenas maconha. Depois, passamos a cheirar cocaína. E, por fim, veio o inimigo-Mor: o crack. Até hj não consigo entender como fui entrar nessa roubada.
Como consequência disto, passei a faltar o trabalho (quase 01 ano empurrando atestados), acabei com a harmonia em minha família, pois eles descobriram e a partir daí, foi só sofrimento de TODOS. Ganhava, razoavelmente bem (para duas pessoas): proximadamente 6 mil. Todo esse dinheiro "virava fumaça". Passei a dever em bancos, em lojas, a
amigos, a parentes, a desconhecidos... Minha vida virou um inferno. A gota d'água foi a vinda de minha mãe até esse Estado. Quis me internar, iniciou, para nós dois, uma série de tratamentos...
Enquanto ele achava que melhorávamos, que tínhamos parado... Fingíamos tomar os remédios e continuávamos no crack. E estamos até hj. Mas há uma diferença: atualmente, eu desejo MUITO parar, e tenho fito esforços sobre-humanos para ir diminuindo... diminuindo... até, se Deus quiser, parar por completo. Ele, ao contrário, aumenta a dose a
cada dia, e com isso somente eu saio prejudicado Já não o vejo mais da mesma forma. às vezes nem quero vê-lo. Mas também não consigo me imaginar sem ele.
Diga-me algo... Preciso ouvir alguém que não esteja envolvida no drama!

 

 

 

O PSI RESPONDE:

Caro leitor
 
Ao ler a sua carta, pereboq ue tem uma noção perfeita e correcta do que se está a passar consigo. Demonstra que sabe que deve parar e como o fazer. Entendo que não tem a capacidade de o fazer sozinho. A questão que se coloca é: estará a ter a ajuda adequada? Talvez procurar ajuda de profissionais de saude mental (psicólogo) com conhecimento na área seja um passo a dar. Mas não deixa de ser relevante que antes de o fazer, saiba se pretende mesmo mudar a sua vida, se é de facto real o desejo de parar ou se é apenas porque os outros à sua volta assim querem.
 
Diz que já não o vê da mesma forma. E o que sente por ele? É o mesmo? Senão o ama, porque está com ele? será que o leitor é daquelas pessoas que gopsta de "apanhar"? Terá um lado sádico que não conhece? Se o seu esforço é verdadeiramente sobre-humano e se quer mesmo parar e se ele não quer parar (pois há já uma altura que o leitor sabe se ele quer mesmo parar) que faz ao lado dele?
 
Não me parece que o ame, mas que esteja habituado ao amor que lhe tinha (muitas vezes confundimos os sentimentos). Mas penso que enquanto não se livrar dessa pessoa, estará sempre a cair na tentação do consumo, que pelos sentimentos que pensa ter por ele, quer pela própria necessidade do vício. O amigo leitor está sempre duplamente em tentação.
 
Sempre ao dispor
 
Todos os posts da rubrica O PSI RESPONDE podem ser vistos AQUI
sinto-me: um sortudo!
publicado por cristms às 23:09
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

Não vale a pena fazer de conta que não existe... ELA EXISTE, e mais perto do que possamos imaginar!!

No dia mundial de luta contra a SIDA, deixo, como outras vezes já abordei aqui, mais do que palavras, deixo uns vídeos de duas campanhas de luta e um vídeo explicativo do processo de contaminação e tratamento, legendado em português. Vale sempre a pena saber do que se fala e não esquecermos de na hora H usar o PRESERVATIVO!

 

 

sinto-me: PREVENIDO!
publicado por cristms às 18:55
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

Tantas semelhanças...

O fim de semana que passou tivemos o prazer de ir jantar a casa de uns amigos recentes, também eles gays e a viverem numa cidade do interior. Uma relação sólida, muitas vivências e um futuro sonhado a dois, numa relação que já dura há alguns anos, fazem deles um casal estável, com (como todos os outros) problemas que vão sendo ultrapassados. Interessante mesmo, para além da belíssima ementa preparada pelo amigo J., foi a conversa que se estendeu durante algumas horas... Dei por mim a determinada altura, a fazer minhas as palavras do J., mas isto recorrentemente. Problemas na gestão da limpeza da casa, onde um fica sempre mais sobrecarregado que o outro devido à menor capacidade de conviver com a desarrumação... Depois os filhos,a adopção... A vontade de um e a renitência do outro... E depois os animais em casa, a vontade de um e o desespero do outro... E depois o sexo, as fantasias e desejos... E depois a frequência de alguns locais gays, o entendimento diferente de cada um: um curioso a querer ver e conhecer tudo e o outro a achar que aqueles locais são  a "ocasião que cria o ladrão", e que portanto são elementos que que podem causar instabilidade no casal e por isso devem ser evitados!

Enfim, pareciamos casais gémeos, tal a semelhança dos problemas e vivências partilhadas, em que as diferenças eram as excepções que confirmam a regra...

 

Foi um belo serão, e era isto mesmo que sentiamos falta, a partilha de experiências e vivências de outros casais gays...É assim que aprendemos, crescemos e podemos partilhar para  melhoria de todos...

 

Obrigado J&J

 

sinto-me: bem!
publicado por cristms às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 15 de Junho de 2008

Encontros do mundo virtual ou não!

Pois, esta semana vi-me de regresso aos encontros marcados através de contacto virtual, entenda-se internet com a ajuda deste blog. Um casal leitor lançou-nos o repto para uma saídinha e nós aceitamos a proposta. No dia marcado, foi engraçado, pois vi-me novamente com as mesmas dúvidas que há já uns bons anos eu tinha: "Serão de confiança?", "Serão simpáticos?", "Terão segundas intenções?", "Do que vamos conversar?", "E se não houver empatia?"... Enfim, um grande número de questões, queo nunca mais tinha pensado, mas que agora o que mudava é que eram questões partilhadas com o lindo... E lá fomos para o local combinado, e os nossos "parceiros" de aventura la apareceram. Foi o início de uma boa conversa, com um casal bem disposto que tal como nós sentiam-se um pouco "isolados", e daí terem procurado por um casal gay para partilhar vivências... Eureca! Acharam eles e achamos nós e estamos muito contentes! Tenho a certeza que temos novos amigos!

 

:))

sinto-me: Óptimo!!!
publicado por cristms às 23:11
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 30 de Abril de 2005

NET... Quem está do outro lado?

Já abordei este assunto várias vezes aqui no blog, e não me parece demais voltar a tocar nele... Isto, porque recebi hoje um link através do messenger, de um conhecido, que me mostrou uma página onde se encontra literalmente exposta uma conversa supostamente pessoal tida no conhecido e amplamente usado Messenger. Estas conversas, que agora messenger.jpg podem facilmente ser guardadas em histórico podem vir a tornar-se embaraçosas ou até mesmo prejudiciais quando não sabemos qual a verdadeira intenção de quem está do lado de lá. É sabido que com a proliferação de chats e aplicações de conversas instantaneas, o risco que corremos ao dizer ou fazer determinadas coisas pode no futuro vir a comprometer-nos. Este é um exemplo de isso mesmo, e acho que nos deve motivar a reflectir sobre o assunto. O link de que falo, para quem é mais curioso é: http://www.viriatoweb.com/modules.php?name=Forums&file=viewtopic&t=9 :)

publicado por gay às 00:41

editado por cristms em 14/08/2009 às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar