_____________________________________________
POSTS SOBRE: LIVROS :: O PSI RESPONDE :: CONTAR AOS PAIS :: VIAGENS :: ELEMENTOS DE PRAZER :: BARES GAY :: VÍDEOS
_____________________________________________
Podes seguir o blog através do twitter AQUI

Pesquisa personalizada

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

Gostar (e deixar-se levar) por homens mais velhos...

Um dos posts mais lido deste blog é o "Gostar de homens mais velhos", e talvez não seja por acaso. Para além do facto natural de na maioria dos casais haver diferença de idades, há muita gente que procura parceiros ou parceiras mais velhos(as) (substancialmente mais velha, de outra geração, mais de 10 ou 15 anos de diferença). Não há qualquer mal nisso, da minha perspectiva. Não existem regras nem idades para se gostar de alguém. O caso porém pode mudar de figura quando falamos de jovens adolescentes que procuram "homens maduros" e vice-versa, e onde por vezes chegamos a apelidar de pedofilia (mas que na realidade pode não ser!). Um homem de 30 gostar de um rapaz de 15 anos é repreensível? Bom, talvez não seja pedofilia porém é muito importante analisar como decorre a relação e se em algum momento o adulto não abusou física ou mentalmente de um jovem imaturo de forma a obter algum tipo de retribuição (normalmente de cariz sexual, quando mal intencionados). Portanto cada caso é um caso, e os pais, têm obrigatoriamente que estar atentos para prevenir alguma situação de abuso, e isso não se faz discriminando ou repeendendo o filho, mas sim conversando e ajudando a orientar o filho.

O retomar deste assunto não vem do acaso... Infelizmente acompanho há já uns anos a história de um adolescente - vou chamar-he João - que vivia com a mãe numa cidade do interior tendo o pai em Lisboa (pais separados portanto). Na altura em que decidiu saír do armário foi rejeitado pelo pai, e ouviu tudo da mãe, tudo aquilo que não precisamos de ouvir nestas alturas. O rapaz recorreu ao blog ser gay para conversar e obviamente acedi a ajudar como podia. Não pude fazer grande coisa, mas nestas ocasiões, saber ouvir e aconselhar é por vezes a maior ajuda possível. Enviei uns livros para ele ler, o que fez com agrado e devolveu. Depois, apareceu um namorado, bem mais velho, com o dobro da idade, por quem acabou por se apaixonar. Com pouco ou nenhum apoio em casa, não foi difícil de convencer a ir para outro país. Assim foi... E o que parecia fazer sentido, começa agora a revelar-se quiçá uma história com final infeliz. Ontem conversamos e o namorado conseguiu envolver e convencer um familiar, menor, homossexual, para fazerem sexo a três... E o João, forçado psicologicamente, indefeso e longe de qualquer apoio emocional, cedeu... E agora vem um pedido de continuar a relacionar-se com o tal familiar menor, e surgem vómitos de nervos e de não saber o que fazer... Espero estar redondamente enganado, e torço para que seja apenas uma má fase do João.

E isso era o que eu queria realçar, ver o que um lar desequilibrado pode levar um miudo que (embora inteligente e esperto) não resistiu a procurar outros portos de abrigo fora de casa (e do país), portos de abrigo que escondem mares revoltos e que em tempo de tempestade podem matar...

 

Força João, tudo de bom!

 

publicado por cristms às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

Becas & Egas vão casar?

 

A petição online promete tornar-se um sucesso... Becas & Egas devem casar depois de tantos anos juntos e a dormirem no mesmo quarto, chegou a hora de saírem do armário. Eu acho muito bem, e portanto já assinei a petição online para o efeito. Podem fazer o mesmo AQUI! Depois de muitos rumores chegou a hora de também eles, mesmo sendo bonecos animados assumirem a relação e casarem! Querem melhor forma de abordar o assunto com as crianças? 

 

 

publicado por cristms às 22:21
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Maio de 2011

Despedida de solteiro(s)?!

Correndo o risco de falar por estas bandas demasiado sobre o nosso casamento, mesmo assim, vou novamente voltar ao assunto... Aliás suponho que até dia 10 de Setembro muitos mais posts sobre o assunto, mas penso ser compreensível...

 

No outro dia, numa entrega de convites a um grupo de amigos, o assunto "Despedida de Solteiro" veio à baila pela boca de um amigo nosso, que se tudo correr bem, também casará este ano com o seu companheiro. À pergunta "Posso organizar a vossa despedida de solteiro?" eu mostrei-me reticente... Fui apanhado de surpresa, e ainda não tinhamos pensado sobre o assunto... Respondi "Penso que a despedida de solteiro vai ser em conjunto com o lindo..." ao que ouvi um quase coral "Uhhhhhh". Ele prosseguiu dizendo que "organizo separadas, é o que faz sentido". Abandonei o assunto naquele momento, porém fiquei a pensar naquilo... Pus a questão a mim próprio: "Que queres para a tua despedida de solteiro?"... Tenho dúvidas relativamente a muita coisa, mas sei que gostaria e é obrigatório ter aqueles que têm estado sempre ao meu lado passarem uma noite memorável comigo (e eu com eles). E pouco mais sei que isso... Fará sentido fazer sem o lindo? Quase todos os amigos são comuns... Como vamos fazer separados? E o que faria sem ele que não faria estando ele?! Nós já fizemos o que poderá ser considerado mais ousado (penso eu) e portanto não seria por aí... E então seria por onde? Não sei... O lindo também tem dúvidas de como devemos fazer... Mas aceitam-se sugestões...!

 

:))

publicado por cristms às 00:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2010

Afinal saiu um rapaz

O desejo dos pais em ter uma filha ou um filho é natural e é obviamente condicionado por uma série de factores. Eu era para ter saído menina e saí rapaz. Fui, ao que parece, uma grande desilusão nesse sentido, pois a seguir ao filho mais velho (que é oito anos mais velho do que eu) a vontade de ter uma menina era assumida. Esse desejo tão grande poderá (quiçá) ter até influenciado a minha educação, no sentido em que a minha mãe supostamente nunca desconfiou que eu poderia ser "diferente", mesmo com aqueles sinais mais óbvios de que já falei aqui anteriormente... Talvez o facto de eu poder ser um pouco "feminino" fosse dentro da cabeça deles considerado normal devido a essa vontade enorme de ter uma menina. Enfim, o tempo passou, e na verdade o filho deles não saiu menina mas saiu homossexual o que viria a revelar-se uma desilusão ainda maior. Mas assim como assumiram que o seu filho não era menina mas sim um menino e conseguiram viver felizes com isso, também agora, depois da desilusão de saberem da minha orientação sexual, conseguem viver felizes acompanhando e apoiando a minha relação com o lindo. Agora, há uns meses atrás, num encontro de família, falei com uma irmã da minha avó materna, falecida quando eu tinha pouco mais que dois anos, e que - segundo o que me dizem - me criou e tinha um carinho especial por mim e eu (obviamente) acredito nisso e tenho muita pena de não me recordar dela. Faleceu com muita dor e sofrimento e mesmo não tendo qualquer recordação dela, visualizo-a muito na minha cabeça e penso que ela me acompanha sempre. Houve uma altura na minha vida em que tive a paranóia dos espíritos e tentei de tudo para comunicar com eles, e a pessoa que eu pedia sempre para comunicar comigo era ela... Fiz isso dias e dias seguidos até que obtive uma resposta! Bom, adiante... Dizia eu que falei com uma irmã dela, que me disse "Tenho ali uma carta que a tua avó escreveu pouco tempo depois de nasceres, queres lê-la?". Fiquei muito ansioso e obviamente que respondi que sim. Ela foi buscá-la... Foi uma grande emoção ver e ler aquela carta. Nela, a minha avó contava à irmã o que se passava com toda a família, e anunciava o meu nascimento. É esse pequeno trecho que hoje partilho aqui...

 

 

publicado por cristms às 23:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

"Ser gay é..". Como dirão os homens heterossexuais?!

Ok, muitos ao lerem o título do post pensarão de imediato nos nomes feios que nos habituamos (ou não!) a ouvir desde crianças... Mas não é esse tipo de consideração baixo nível que trago a este post... Encontrei por mero acaso, na blogosfera, um heterossexual que fala sobre os gays. O post está muito bem escrito e retrata (na minha perspectiva) muito bem aquilo que eu acredito ser como a maioria dos heterossexuais homens pensa.

Diz no post "Tive uma educação católica e balizada com valores, (...) foi-me sempre dito que era errado e "contra-natura" um relacionamento entre duas pessoas do mesmo sexo. É normal que tal pensamento tenha perpetuado durante vários anos". Penso que reflecte a realidade da maioria dos homens... Continua, "Com o avançar da idade e consequentemente com uma constante necessidade de afirmação masculina (assim como estar inserido num grupo em que eram partilhadas as mesmas ideias relativamente aos gays), assumi um ideal vincado e assumidamente homofóbico." São muitos assim, suponho! Continuando, "De há alguns anos para cá o pensamento mudou um pouco (...) consigo aceitar que cada um escolha a sua sexualidade conquanto não interfira com a minha". Estamos de acordo! Mas agora a coisa descamba "E embora ambas as figuras["gay" e "bicha"] me façam ficar indisposto (não há volta a dar), sou capaz de "dar um bacalhau" a um gay. E até falar com ele durante 2 minutos. Com uma bicha não. Nem conheço nenhuma." Esta dava pano para mangas... Como é que a minha sexualidade pode pôr alguém indisposto ao ponto de não me conseguir "dar um bacalhau" ou conversar dois minutos? Vindo de uma pessoa que me parece formada (mas mesmo não o sendo!) intriga-me como é que alguém pode ter esta percepção de outro ser humano ao ponto de não lhe poder tocar?!  Já quase a terminar diz "o facto de aceitar que exista pessoas que gostem de outras pessoas do mesmo sexo não faz com que aceite que pessoas do mesmo sexo adoptem crianças. (...) no topo da instituição Família está o pai e está a mãe. Não estão dois pais ou duas mães". Por curiosidade fui ler o conceito de Família descrito pelo mesmo autor num outro post que diz "Tenho um ideal de Família muito concreto. Penso sempre em almoçaradas e jantares com muita gente e barulho. Por altura da Páscoa e por altura do Natal". É um ideal muito redutor, na minha opinião, mas para esse tipo de coisas não me venham dizer que faz diferença quem é pai, quem é mãe, quantos pais, quantas mães.... é Família, ponto final!  O autor tem uma vasta família, onde as gerações mais antigas de dividiram entre o ensino, a medicina, e a engenharia... Este foi outro factor que me deixa intrigado, pois penso sempre nestas famílias que tiveram a sorte de se poderem cultivar, tenho ensinado às novas gerações esta coisa horrível da homofobia. Sim, porque homossexuais sempre houve e sempre haverá, não é coisa de tempos modernos. Também não pude de deixar de pensar que se um dos 14 primos direitos tem o azar de seguir o blog do autor e de ser homossexual, o quão triste se sentirá e o quão inibido se sentirá de revelar a sua orientação sexual... Prezo muito, muito mesmo, a liberdade de cada indivíduo e a sua unicidade. Somos todos diferentes, mas na verdade (real e concreta) somos todos a mesma coisa. E se a nossa liberdade não interfere com a liberdade dos outros e a respeita, porquê olhar para alguém que gosta de alguém do mesmo sexo como um ser menor, incapaz de educar uma criança, constituir família, trabalhar, realizar sonhos? Porquê? Enfim, adiante... Por último diz a propósito do casamento entre pessoas do mesmo sexo: "Confesso que me diverte imaginar quem será o "marido" ou quem será a "mulher". Ou se é algo que se troque ao longo das semanas. Uma semana é um e outra semana é outro. Quem faz as tarefas tipicamente masculinas e quem faz as tarefas tipicamente femininas?". Esta para mim, que vivo com o lindo há oito anos (o autor do post ao que parece ainda não vive com uma companheira) faz-me rir! É mesmo de rir! É absurdo como se pode imaginar que nós cá em casa tomamos o papel de mulher ou de homem... Mas isso vai de encontro à visão machista que o autor suponho ter perante as mulheres, pois só isso pode explicar esta divisão tão acentuada entre homem e mulher, e as tarefas tipicamente femininas... Aconselho a quem se juntar com este senhor, que veja bem onde se vai meter! :))

publicado por cristms às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Novembro de 2010

O AMOR (GAY) SEM PALAVRAS

E por o amor é lindo, mesmo sem palavras, partilho...

 

Todos os vídeos do blog podem ser vistos AQUI

publicado por cristms às 23:57
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

Peça "Linha de Água" em reposição!

Não só porque puxo a brasa à minha sardinha mas também porque o tema da peça aborda a homossexualidade, e as (por vezes) deifíceis relações entre filhos gays com os seus pais que em muitos casos levam ao suicídio ou à sua tentativa, convido a estarem presentes numa (ou ambas!) das próximas sessões de Linha de Água, uma peça interpretada por mim e pelo Manel. A próxima é sábado dia 23 na Abódoda, perto de Tires (Concelho de Cascais, ao lado da A5) e dia 29 (Sexta-feira) em Sintra, no Teatro Reflexo.

 

Todas as informações em: http://www.projecto-magnolia.com/espetaculos/linha_de_agua.htm

 

APAREÇAM!

 

:)

publicado por cristms às 01:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Conversas complicadas entre um pai hetero e um filho gay que quer casar

Antes de ir de férias, numa conversa já tardia com o meu pai no msn, e saído do nada disse-lhe que tinha um assunto para falar com ele, um assunto que também já tinha falado com a mãe. A pergunta foi curta e grossa: "Como já sabes para o ano vai haver festa, e gostava de saber se vocês querem participar financeiramente como fizeram com o mano". Ok, muitos estarão a pensar que sou interesseiro, mas a verdade é que o meu pai sempre defendeu a igualdade entre os filhos e sempre teve orgulho de dizer que deu tanto a um como a outro. POrtanto, para além do dinheiro está o simbolismo, a tal igualdade que será interessante verificar se é de facto efectiva. O meu pai, ao contrário do que poderia esperar, acedeu a conversar sobre o assunto e até de uma forma tranquila (se assim se pode dizer). A primeira coisa que disse foi "Tens de compreender e não levar a mal, mas eu não vou estar presente". Nada que me tenha espantado - nesta fase - até poruqe a minha mãe já me tinha dito qual era a ideia dele. Continuou: "E se queres saber, acho muito bem que façam a festa aí com os vossos amigos, mas não precisam de dizer nada à família". A vergonha daquilo que os outros possam pensar é - sempre foi - o que mais o angustia. A conversa durou mais algum tempo mas sempre a bater na mesma tecla, ao que respondi "A nossa festa de casamento é para ser um motivo de alegria, e nunca será - porque não o vamos deixar - motivo para discussão. Vamos andando sem stresses!". E pronto, a conversa ficou por ali, e imaginei que do outro lado o meu pai tenha ficado a pensar no assunto. Era esse o meu objectivo, é aliás a minha táctica desde sempre: ser paciente mas ir dando umas "ferradelas" de forma a não deixar que os assuntos fiquem esquecidos. E acredito piamente, que pouco a pouco a ideia dele irá mudar, e isso depende dele, mas também depende de nós e de quem nos rodeia. Nestes processos de mudança de mentalidades a paciência vale ouro e mais tarde ou mais cedo dá - na maioria dos casos - os seus (bons) frutos!
:))

publicado por cristms às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Gays não podem doar sangue! A saga continua!!! :(

Sou particularmente sensível a esta notícia, até porque eu também já fui vítima de discriminação por parte do  Instituto Português de Sangue. É tornada pública agora a história de André Correia, estudante de medicina, que durante 10 anos foi dador regular de sangue, até ter assumido que é homossexual. A partir desse momento, o sangue dele passou a ser dispensável. Lamentável! Na altura recorri ao livro de reclamações, ao Provedor de Justiça e aos deputados da Assembleia da República. COnclusão: É aceitável, diz o IPS, porque há estudos europeus que indicam nesse sentido! É para mim repugnante que ao dizer que mantenho uma relação com um homem seja desrespeitado, supondo eles que tenho uma vida sexual de risco, mas se dizer que vivo com uma mulher, o sangue ganha outra qualidade! SHAME ON YOU!!! :((

Toda a notícia em http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1521823

publicado por cristms às 11:01
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

"Tu eras diferente"

A propósito de um post antigo (ver AQUI) em que relatava o facto de a minha professora da primária por na maioria das fichas de avaliação a frase "(...)No recreio continua a preferir a companhia das meninas", e em virtude de mais um almoço com ela na semana passada, tomei a iniciativa de levar o dossier da primária para esclarecer as dúvidas. Ela, impressionada pelo facto de ter o dossier, ao ler as suas próprias palavras disse que embora não se recorde do real motivo porque escreveu as palavras, tem consciência de que na altura ela olhava para mim e achava que eu tinha algo de diferente. Mesmo não associando à homossexualidade, havia algumas atitudes minhas que lhe davam a entender que relativamente aos outros colegas, eu tinha alguma diferença. Fica assim desvendado o mistério, e embora as tais palavras não fossem (ao contrário do que eu imaginei) uma achega para os meus pais, confirma-se que havia algo diferente em mim... Mas pronto, isso eu já sabia na altura!
:))

publicado por cristms às 09:42
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Mãe... Pai... E filho...GAY!!!

Esta semana a revista VISÃO traz na sua edição uma reportagem sobre a Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual, a AMPLOS que já referi aqui no blog. A partilha de experiências entre pais é muitas vezes a melhor forma de compreender, respeitar, aceitar a homossexualidade do filho. Obviamente que a maioria dos pais não está preparado para ter um filho gay, mas cada vez mais o assunto deixa de ser tabu, e mesmo estando nós (aidna) longe da não discriminação, do não preconceito, a verdade é que com o tema cada vez mais abordado na imprensa, o assunto vai perdendo a sua carga dramática e negativa...

Deixo-vos o relato na primeira pessoa, de uma mãe, a Margarida (Presidente da AMPLOS), que tem uma filha lésbica.

Adicionalmente, a mesma revista, dá a conhecer esta semana, as principais recomendações para os pais que descobrem que têm um filho homossexual. O terapeuta familiar Pedro Frazão, 33 anos, é o autor de um estudo sobre este tema, e partilho as conclusões  a que ele chegou:

 

Manual: quando o seu filho lhe diz que é gay 

 

O QUE NÃO DEVE FAZER:

 

*Transmitir ao adolescente/jovem adulto de que se trata apenas de uma fase e que com o tempo vai voltar a ser heterossexual, desvalorizando todo o trabalho de preparação que o jovem fez para partilhar com os pais o que sentia 

*Criar um pacto de silêncio sobre as questões relacionadas com os afectos e sexualidade dos jovens

*Criar um clima de confrontação e hostilidade que faça o adolescente/jovem adulto sentir-se ainda mais isolado do que já se sentia antes do coming out ("sair do armário")

*Fazer ameaças de que ou o adolescente muda a sua orientação sexual ou é afastado da família ou expulso de casa

*Proibir o adolescente ou jovem adulto de se encontrar com os seus amigos ou namorados(as) que muitas vezes são apontados pelos pais mais intolerantes como responsáveis pela situação

*Fazer formulações culpabilizantes de que os filhos são gays ou lésbicas porque os pais falharam ou porque a orientação sexual dos filhos resulta de experiências infantis (ex: a mãe estava demasiado próxima e o pai era distante)

*Fazer comentários homofóbicos e que ridicularizam pessoas gays ou lésbicas

*Procurar psiquiatras e psicólogos com o objectivo de mudar a orientação sexual dos filhos

 

O QUE DEVE FAZER:

 

*Criar um contexto seguro para que o adolescente ou o jovem adulto fale abertamente sobre os seus sentimentos 

*Assumir que, à semelhança do que foi vivido pelos filhos, os pais também necessitam de tempo para se adaptar à nova realidade

*Procurar informação especializada sobre questões relacionadas com a orientação sexual 

*Se necessário, procurar um profissional de saúde mental especializado em questões de sexualidade

*Conhecer gays e lésbicas que lhe possam assegurar que uma orientação sexual minoritária não é um problema e que lhe mostrem que essas pessoas podem ter vidas completas como homens e mulheres a todos os níveis

*Procurar outros pais que têm filhos gays e lésbicas e que viveram situações semelhantes

 

publicado por cristms às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Uma mão cheia de côr!

Para quem não reparou, mudou o cabeçalho do blog mais uma vez! Uma mão cheia de côr, pode ser o mote da coisa! E côr para quê? Porque côr é "gay", e nada melhor que a côr para combater os dias cinzentos de inverno!

 

;)

sinto-me: uma mão cheia de cor

TAGS:
,
publicado por cristms às 23:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|



referer referrer referers referrers http_referer

Lisbon Apartment for rent/holidays
- Gay Friendly -

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

English Version



Free Web Counters

Adicionar a Favoritos




Email do Blog

BlogSerGay@Hotmail.com

OS MAIS LIDOS

 

1.FOTOGRAFIA... Ao PÉNIS!
2.DEPILAÇÃO MASCULINA
3.AUTO-PENETRAÇÃO/FELAÇÃO
4.SEXO GAY
5.PRAIAS DE NUDISMO (ALGARVE) 
6.COMO É QUE UM TRAVESTI ESCONDE O PÉNIS?
7.POPPERS
8.SEXO A 3 OU MAIS...
9.GOSTAR DE HOMENS + VELHOS
10.SADOMASOQUISMO
11.VERÃO :: PRAIA :: NUDISMO
Última Act.: 12-08-2009

 

 

Google Earth GAY


(Se não tens o Google Earth, faz download AQUI e depois basta clicar nos links abaixo)
BARES
O Bico, Gayleria - Lisboa

Meeting Point - Lisboa

106 - Lisboa

HERÓIS - Lisboa

PORTAS LARGAS - Lisboa

BRIC A BAR- Lisboa

FINALMENTE - Lisboa

MAX - Lisboa

DISCOTECAS
TRUMPS - Lisboa

FRÁGIL - Lisboa

MISTER GAY - Costa da Caparica

PRAIAS
FONTE DA TELHA - Costa da Caparica

Praia 19 - Costa da Caparica

MECO - Aldeia do Meco


COSTA VICENTINA

Praia do Malhão

Praia de Odeceixe

Praia de Vila Nova de Mil Fontes

 


ALGARVE

Praia da Ilha Armona

Praia Pinheiros

Praia Cabanas Velhas

Praia Meia Praia

Praia das Furnas

Praia do Zavial

Prainha

Praia Beliche

Praia Grande

SAUNAS
GRECUS - Lisboa

SPARTACUS - Lisboa

TROMBETA BATH - Lisboa

RESTAURANTES
PÔE-TE NA BICHA - Lisboa

BICA DO SAPATO - Lisboa

BRASILEIRA - Lisboa

ALOJAMENTO
AS JANELAS VERDES - Lisboa

Hotel ANJO AZUL - Lisboa


LINKS
Ovelha Tresmalhada
Cinema Gay
Provoca-me!!!
Sexual Feeling
Perfeito Vazio
Eu por aqui...gay
O Mundo Gay (quase) Perfeito
Comportamentos de um rapaz difícil
Me Myself And I
Adolescente Gay
Histórias de Un Mira
Confissões aos (quase) 30
Tongzhi
Minha Luz
WhyNotNow
ALL OF ME
só mais uma gayja
Herejes
2 Homens 1 Vida
O outro lado
O Meu Lado B
Sapato de Cristal
MOGAYDOURO
Felizes Juntos
Nunca caí aqui
As faces de Morgan/a...
Individual(mente)
David e Marco
LusoBoy
DE CORPO E ALMA
FARPAS e BITAITES
VERSATILIDADES
HOMEM, HOMOSSEXUAL e PAI
Je Bois
Blog do Armário
Nuba
H2OMENS
O Sétimo Continente
CO-MYX-TURA
Boyzitu
[NobodysBitcho]
Blog Gay
Single White Male
ALGARVE GAY
MADONNA
GAYLERIA

LISTA COMPLETA


TAGS

à mesa(6)

adopção(47)

amigos(35)

amor(72)

artistas(131)

associações lgbt(22)

bares gay(39)

bissexualidade(15)

blog(89)

bullying(5)

casamentos(148)

casamentos gay(125)

cinema(29)

com out(19)

comentario off the record(12)

compras(20)

concursos(20)

contar aos pais(40)

discriminação(219)

educação(17)

elementos de prazer(17)

encontros(13)

eventos(17)

eventos lgbt(28)

família(99)

Família(29)

filmes(22)

filmes gay(10)

fotografia(20)

gay(320)

gay friendly(6)

hiv(9)

homofobia(142)

homoparentalidade(45)

homossexual(259)

homossexualidade(328)

humor(98)

igreja(11)

igualdade(14)

imprensa(36)

informática(5)

jantar convívio(9)

lazer(7)

lésbicas(51)

lgbt(25)

literatura(19)

livros(22)

moda(12)

movimentos gay(6)

música(35)

noite(103)

notícias(281)

Notícias(27)

nutricionismo(7)

o casamento dos lindos(33)

o psi responde(20)

off the record(7)

orientação sexual(7)

partilha-te(6)

passatempos(21)

pensamentos(18)

perguntas(48)

pessoal(442)

poemas(6)

poesia(6)

política(68)

power man 2010(13)

preconceito(11)

psicologia(36)

publicidade(55)

relação(110)

Relação(18)

religião(12)

restaurantes(19)

revista(12)

roupa(7)

roupa interior(6)

saír do armário(34)

sandy(11)

saúde(92)

ser gay(12)

sexo(285)

sexo anal(12)

sexologia(55)

sexualidade(156)

sexy(13)

sida(11)

sociedade(262)

sondagens(45)

teatro(43)

teatro amador(9)

televisão(79)

Televisão(10)

tita(6)

trabalho(32)

transgéneros(18)

transsexuais(26)

travestis(13)

viagens(94)

vídeos(110)

todas as tags

Pub...

<-- PUB -->
O blog em nºs...


Arquivos

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Junho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds

pesquisar